Com fé no novo treinador, Náutico espera reagir na Série B contra o Vitória

A novidade do time será a estreia do técnico Hélio dos Anjos em casa

A situação Náutica no Campeonato Brasileiro da Série B é complicada. O time, que é oriundo do Brasileirão da Série C do ano passado junto com o Sampaio Corrêa, não se achou na competição, até mesmo após a contratação do técnico Gilson Kleina não foi capaz de fazer o time avançar. O Timbu é o primeiro listado no Z4 na décima sétima posição e ainda que derrote o Vitória, seu próximo adversário, nesta quarta-feira, no Estádio dos Aflitos, não terá sua posição alterada, aliás, ainda que seja derrotado, o Náutico também continuará na mesma posição.

 

A novidade do time será a estreia do técnico Hélio dos Anjos comandando a equipe dentro de casa. O veterano treinador que já passou pelo Bahia em tempos distantes implantou que que na época chamou de “time de operário” tem o respeito no elenco do Náutico. Nesta terça-feira após os treinamentos o atacante Álvaro garantiu que o grupo está fechado com o treinador e o sentimento é de esperança de tirar o clube na parte baixa da tabela de pontuação.

“A gente sabe que é um momento difícil. Estamos bastante incomodados com essa situação e isso deixa abater um pouco, mas sabemos da nossa responsabilidade, do elenco que temos, da disposição e da força de vontade. Vamos sair dessa situação o mais rápido possível e estamos trabalhando para isso acontecer”, disse o atleta.

Reforçando a união entre os companheiros de time e o novo comandante, ele destacou características do experiente Hélio dos Anjos para conduzir o caminho de volta à uma posição “tranquila” na tabela. “Ele veio para agregar e nos ajudar. Todos nós temos um objetivo. Então, estamos todos fechados, sabemos da nossa responsabilidade; ele chegou também para dar a ajuda e o apoio para poder sair dessa situação”, afirmou.

Álvaro, que foi elogiado pelo técnico no primeiro jogo em que comandou, ressaltou o começo de um cenário positivo com o gol que marcou diante a equipe do CRB. Tudo para dar sequência ao trabalho de recuperação do Alvirrubro.

“É um momento de confiança. A oportunidade vai vir para todos, e sabemos que temos que aproveitar. Na primeira oportunidade que tive com a chegada do professor, pude fazer o gol. Isso começa a dar um aspecto de positividade e continuidade na sequência”, apontou.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*