Bruno Pivetti vê pressão aumentar no Vitória, mas encara com naturalidade

“Pressão é normal num ambiente competitivo como o futebol", disse

Foto: Pietro Carpi / ECVitória

O Esporte Clube Vitória sofreu sua segunda derrota seguida atuando no Estádio Manoel Barradas, ao perder na noite desta terça-feira para o América-MG, por 2 a 1, pela 14ª rodada da Série B. Ademir e Felipe Azevedo marcaram os gols do time mineiro, ambos anotados no primeiro tempo. Thiago Carleto (pênalti) descontou para o time baiano. Foi o terceiro tropeço seguido do Leão contra um concorrente direto na briga pela vaga no G-4. Com o revés, o Vitória caiu para o 10º lugar, sendo ultrapassado pelo Avaí, e viu a distância para o G-4 aumentar para cinco pontos. Após a partida, o técnico Bruno Pivetti falou sobre a pressão interna e externa.

 

“Pressão é normal num ambiente competitivo como o futebol. Eu encaro com naturalidade, porque sabemos da grandiosidade do Vitória. Entendemos a ansiedade de todos, de estar na Série A, conquistar o acesso. Mas a pressão maior é a interna, de nós fazermos todos os dias o nosso melhor. Essa é a pressão que eu procuro exercer sobre mim mesmo para oferecer o meu melhor para o clube e, assim, conquistar os resultados que tanto queremos. Então a pressão de fora eu encaro com absoluta naturalidade. Agora a pressão interna para fazer cada vez melhor é sempre um agente que me motiva todos os dias”, afirmou.

Apesar do revés, Pivetti destacou que o time teve brio para tentar buscar o resultado e criou grandes oportunidades. “Infelizmente, entregamos dois gols praticamente. Sabemos a dificuldade que é reverter um placar de 2 a 0. Mas, mesmo assim, a equipe teve brio para tentar buscar o resultado. Criamos grandes oportunidades. No primeiro tempo, me recordo de pelo menos duas, três oportunidades. No segundo tempo, perdemos gols embaixo do gol, e acaba se pagando um preço caro. Só é analisado de maneira superficial os gols que a gente sofre. Mas nós criamos boas oportunidades e poderíamos ter saído daqui, mesmo saindo atrás por 2 a 0, com um empate e, quem sabe, até com a vitória, se tivéssemos sido mais eficazes do ponto de vista ofensivo”.

Comentários:

1 Comentário

  1. Continuem preocupado com o Bahia cambadas de bunda mole, a porteira abriu foi? Caiu no barracão! É açúcar com mamão KKK fica PIVETE!!!!!!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*