Mano explica como pretende utilizar Rodriguinho e elogia Jadson

Mano pediu a contratação de Jadson quando comandou o Cruzeiro

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Apresentado oficialmente nesta sexta-feira como novo técnico do Esporte Clube Bahia, o técnico Mano Menezes realizou o primeiro treino no CT Evaristo de Macedo e deu início à preparação para sua estreia, que será no domingo, às 18h, no Estádio Metropolitano de Pituaçu, contra o Atlético-GO, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na chegada ao novo clube, Mano reencontrou outros dois jogadores com quem já trabalhou no Cruzeiro. O meia Rodriguinho, que também foi treinado por Mano no Corinthians, e o volante Jadson. Este segundo, inclusive, foi contratado pelo time mineiro junto ao Fluminense por sua indicação. O treinador falou sobre a forma como pretende utilizar o camisa 10. Segundo ele, o meia seguirá na posição onde tem sido utilizado, próximo à área, para marcar gols.

 

“Rodriguinho, no primeiro momento, no Corinthians, tinha chegado do América-MG. Fez uma temporada espetacular no América-MG, todos queriam contrata-lo. Mas, às vezes, o jogador precisa se adaptar, ou o sistema não é o mais adequado. Quando cheguei, ele estava lá. As coisas não andaram bem. Também tinha jogadores campeões do mundo e da Libertadores. Tinha um time muito definido e vitorioso. Ele foi emprestado ao Grêmio e, quando voltou, foi muito bem, se tornou um dos principais meias do país. No Cruzeiro, a gente trouxe ele de fora do país. Fez um início de temporada espetacular. Tem facilidade para fazer gol, define bem com os dois pés, entra na área, preenche a área. É um jogador extremamente útil. Pretendo usá-lo na função que vem jogando nos últimos anos, se aproximando do atacante principal, para cumprir essa difícil tarefa do futebol, que é fazer gols”, afirmou Mano Menezes.

Mano Menezes também elogiou o volante Jadson, e acredita que o jogador pode fazer duas ou três funções no time, além disso, destacou que pelo fato de já ter trabalhado com ele, Jadson pode se sentir mais motivado. O atleta, inclusive, disputa vaga do suspenso Gregore.

“Falamos hoje na reunião de avaliação de tomar pé da situação. Entre os vários assuntos, discutimos Jadson, por ter o conhecimento e pedido a contratação dele no Cruzeiro, quando estava no Fluminense. É um jogador versátil, capaz de fazer duas ou três funções. O jogo é muito dinâmico, precisamos de jogadores com essa capacidade, de, se preciso, não mexer no nome, mas no posicionamento. O futebol tem coisas que não se explica. Às vezes você vê em outra equipe um jogador que te encanta, apresenta valores que você admira, você traz e ele não funciona tão bem. Vamos tentar encontrar opções, sistema de jogo, momento anímico. As vezes pelo jogador já ter trabalhado contigo em outro lugar faz com que ele se sinta motivado a voltar a render bem.”

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*