Ídolo do Vitória, técnico do Vasco é diagnosticado com Covid-19

O treinador está isolado, sendo acompanhado pelo departamento médic

A crise do coronavírus ainda que alguns digam que não, continua ativo, infectando e matando pessoas pelo mundo inteiro sem qualquer tipo de distinção. O novo infectado é o técnico do Vasco, Ramon Menezes, que testou positivo para Covid-19 nesta sexta-feira. O treinador está isolado, sendo acompanhado pelo departamento médico, e segue o protocolo determinados pela CBF de 10 dias de isolamento. Ramon está assintomático, ainda assim não embarca para Curitiba, local que o clube enfrenta o Coritiba, às 16h, no Estádio Couto Pereira, pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Thiago Kosloski será o treinador  da equipe no duelo contra os paranaenses.

 

CARREIRA

Natural de Belo Horizonte (MG), Ramón Menezes Hubner foi revelado pelo Cruzeiro e teve uma rápida passagem pelo Bahia em 92 e 93. No ano seguinte foi parar no Vitória, onde teve grande destaque e acabou sendo negociado com o Bayer Leverkusen em 1995. Rodou por outros clubes e retornou ao Vitória em 2008 ficando até 2020, sendo tricampeão baiano e ajudando a equipe a chegar na final da Copa do Brasil pela primeira vez na história. Pelo desempenho com a camisa rubro-negra, ganhou o apelido de “Reizinho da Toca”. Nas duas passagens, conquistou quatro títulos baianos (1995, 2008, 2009 e 2010). Ao todo, foram 195 jogos pelo Rubro-Negro e 52 gols marcados.

Além do Leão, teve grande destaque também no Vasco da Gama, onde atualmente é treinador. Defendeu ainda Atlético-MG, Fluminense, Tokyo Verdy do Japão, Botafogo, Al-Garrafa do Catar, Atlético-PR, Joinville, Caxias e se aposentou em 2013 na Cabofriense. Ele teve uma discreta passagem na Seleção Brasileira em 2001, marcando apenas um gol nas seis partidas que defendeu a camisa verde e amarela.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*