Atlético-BA volta a campo hoje buscando se recuperar da derrota na estreia da Série D

Carcará enfrenta a Caldense, no Estádio Ronaldo Junqueira

Foto: Felipe Oliveira

Depois de estrear perdendo por 1 a 0 para o Gama, em pleno Estádio Antônio Carneiro, na cidade de Alagoinhas, o Atlético-BA volta a campo neste próximo sábado (26), às 19h30, diante da Caldense, no Estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas, Minas Gerais. Na sexta colocação, o Carcará figura no Grupo A6, ao lado de Brasiliense, Villa Nova, Tupynambás, Gama, Bahia de Feira, Caldense e Palmas, e busca a primeira vitória na competição.

 

Quem apita o duelo entre Caldense e Atlético de Alagoinhas é o mato-grossense Silvio André Loureiro de Lima. Ele será auxiliado por Douglas Almeida Costa e Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo, ambos de Minas Gerais. O quarto árbitro será o conterrâneo Antônio Marcio Teixeira da Silva e o analista de campo o também mineiro Sandoval Franco Ferreira.

O Atlético de Alagoinhas fez uma campanha brilhante no Campeonato Baiano de 2020. Terminou a primeira fase na vice-liderança com 17 pontos (5 vitórias, 2 empates e 2 derrotas). Na semifinal, despachou a Juazeirense, goleando por 4 a 1 no Adauto Moraes e perdendo o jogo de volta por 2 a 0, mas se classificando e voltando a disputar uma final após 47 anos. O time comandado por Agnaldo Liz fez dois bons jogos contra o Esporte Clube Bahia e após empatar sem gols na ida, chegou a colocar uma mão na taça na volta abrindo o placar com Magno Alves, porém, tomou o empate e acabou perdendo o título nos pênaltis.

O Campeonato Brasileiro da Série D na sua edição 2020 ganhou um novo formato, bem diferente em relação às edições anteriores. A novidade foi a realização de um torneio Pré-Classificatório reunindo oito clubes para quatro avançarem à fase de grupos. Os jogos de mata-mata já foram realizados inserindo na competição Ji-Paraná, Baré, Real Noroeste e Brasiliense. A competição vai reunir 64 clubes, divididos em oito grupos de oito. Eles jogam entre si em turno e returno – 14 rodadas – avançando à segunda fase os quatro melhores, totalizando 32 clubes. A partir daí as fases serão em mata-mata, caindo para 16, 8, 4 (semifinais) e 2 (final). Os semifinalistas vão ascender à Série C em 2021. Os confrontos regionalizados foram mantidos, sendo que o Estado da Bahia terá como representantes Bahia de Feira, Atlético de Alagoinhas e Vitória da Conquista.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*