Árbitro relata na súmula ameaças e xingamentos de Paulo Carneiro

“Invadiu o campo de jogo sem utilizar máscara", disse o árbitro

Ontem à noite, 26, o Esporte Clube Vitória perdeu por 4 a 3 para o Ceará, no Estádio Manoel Barradas, e se despediu da Copa do Brasil. Os times protagonizaram um duelo eletrizante, com três expulsões e três pênaltis. No intervalo do jogo, o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, invadiu o campo para reclamar com o árbitro e interrompeu a entrevista do meia Vinícius, chamando o jogador de “vagabundo” e ameaçando: “Aqui você apanha”. O árbitro da partida, Paulo Roberto Alves Junior, relatou em súmula que a arbitragem também sofreu ameaças e xingamentos do mandatário rubro-negro e que o mesmo invadiu o campo sem máscara, desrespeitando as diretrizes da competição.

 

“Invadiu o campo de jogo sem utilizar máscara, desrespeitando as diretrizes da competição. O mesmo veio em direção a equipe de arbitragem e foi contido pelo policiamento. Cito que o mesmo proferiu as seguintes palavras gritando a este árbitro: “Seu moleque do caralho, vagabundo, sem vergonha, olha a merda que você fez, veio roubar a gente aqui, mas aqui você apanha, seu vagabundo”. sendo que me senti ofendido em minha honra”, escreveu o árbitro.

O árbitro também relatou o episódio envolvendo Paulo Carneiro e o meia Vinicius. “Informo que o citado logo após os fatos narrados, se dirigiu próximo ao vestiário da equipe do Ceará, onde se encontrava o atleta de n°29 sr. Vinícius Goes Barbosa de Souza, que estava concedendo entrevista, proferindo as seguintes palavras em tom de voz alta: – Aqui se apanha, seu vagabundo, você sabe que aqui você apanha, comigo a história é outra. Fica caladinho aí seu vagabundo, lhe dou porrada. O mesmo foi contido por um funcionário e atleta da equipe E.C. Vitória “, acrescentou o árbitro.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*