Hoje no Ceará, Vinícius se esquiva de polêmica e prega respeito ao Vitória

"Minha passagem pelo Bahia ficou marcada contra o Vitória", disse

Foto: JL Rosa

Com passagem destacada pelo Esporte Clube Bahia em 2017/2018, o meia Vinícius ficou marcado também por ter sido um dos pivôs da confusão generalizada no BA-VI de 2018, no Estádio Manoel Barradas. Ao marcar um gol de pênalti, o jogador fez uma dancinha na comemoração em direção a torcida do maior rival e gerou revolta dos rubro-negros. O jogo foi interrompido após a expulsão de nove jogadores, sendo cinco rubro-negros e quatro do Bahia. No próximo sábado, Vina – como é conhecido – vai reencontrar o Vitória, em duelo pela Copa do Nordeste, porém, agora vestindo a camisa do Ceará. Questionado sobre a rivalidade com o Leão, Vinícius se esquivou das polêmicas e pregou respeito ao Vitória.

 

“Minha passagem pelo Bahia ficou marcada contra o Vitória, mas hoje eu defendo as cores do Ceará e temos que respeitar a equipe do Vitória. É um jogo importante, quartas de final, mata-mata. Que a gente possa entrar ligado. Nosso objetivo é um só, que é o título. Que a gente possa se preparar bem, descansar bem, alinhar o que tem de alinhar com o Guto para entrarmos preparados para o jogo no sábado e sairmos com a classificação para a semifinal”, disse.

Vinícius é um dos artilheiros da Copa do Nordeste com quatro gols marcados. Ele falou sobre a fase artilheira. “No decorrer da minha carreira fui procurando treinar finalização, estar perto do gol e isso me facilita estar perto do atacante e da trave. Já trabalhei com Guto e ele sabe que eu gosto de jogar mais perto do gol então, óbvio, o esquema facilita, mas é treinamento e entender o que o técnico passa”.

Contratado pelo Bahia em 2017 após passagem conturbada pelo Athletico-PR, quando foi afastado do time e acionado o clube na Justiça, Vinícius despontou na segunda temporada vestindo a camisa do Bahia, em 2018. Foi um dos destaques na conquista do Campeonato Baiano ainda com Guto Ferreira, porém, com a chegada do técnico Enderson Moreira, perdeu espaço e acabou não tendo seu contrato renovado. No total, foram 87 jogos e marcou 16 gols marcados. Após deixar o Esquadrão, passou pelo Atlético-MG e neste ano acertou com o Ceará, onde vem se destacando.

VEJA TAMBÉM

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*