Ex-meia do Bahia vive a expectativa para o retorno do futebol

Gabriel atuou quatro jogos pelo Coritiba antes da paralisação

O meia-atacante Gabriel, que começou no Esporte Clube Bahia em 2010 ficando até 2012, realizou 55 partidas, anotando 13 gols. Foi negociado com Clube de Regatas do Flamengo na gestão de Marcelo Guimarães Filho, porém não se firmou como titular. Transferiu-se para o Sport, passou pelo Kashiwa Reysol no Japão, ainda com os direitos econômicos ligados ao Flamengo. No final de contrato, o time nipônico não exerceu o direito de compra e acabou voltando ao Brasil para assinar contrato com o Coritiba, recé-promovido para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

 

O jogador, contratado em janeiro, atuou apenas em 4 partidas como titular. Porém, logo no terceiro jogo, durante o clássico Para-Tiba, acabou sofrendo uma lesão que o tirou dos gramados. “Pra mim foi muito difícil. Eu estava em um momento bom, me sentindo bem fisicamente, fiz uma boa pré-temporada, mas são coisas que acontecem, é o futebol”, compartilhou ele, em entrevista à TV Coxa.

O Coritiba terminou a primeira fase do Campeonato Paranaense em primeiro lugar quando os jogos foram paralisados em detrimento da pandemia do Covid-19. “Sem jogo é complicado, mas estava pior em casa. A gente gosta de treinar! É como um barco a deriva, sem jogos, sem noção de data. Os treinos têm sido bem proveitosos, o grupo está assimilando bem o trabalho”, destacou ele, que encontra nos livros um pouco de alívio para a ansiedade de voltar a jogar.

“Eu gosto de ler. Acho que deveria ser um hábito de todos. A leitura ajuda muito no dia a dia e eu gosto de estar sempre com um livrinho, fazendo minha leitura, eu acho bastante importante”, contou. Além de estar ansioso para a volta aos gramados, Gabriel, assim como todo mundo, não vê a hora de tudo voltar ao normal para fazer o que ama, ao lado da esposa: jantar fora.

O baiano gosta de sair para jantar nos restaurantes de Curitiba. “Eu e minha esposa gostamos muito de sair pra jantar. Aqui tem muitos lugares bacanas, Curitiba é uma bela cidade, estamos gostando muito. Assim que passar isso tudo queremos explorar mais a cidade, conhecer as coisas boas, quero conhecer todos os lugares”, diz.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*