Torcida do Vitória elege o Ba-Vi mais marcante da história do clube

BA-VI do 6 x 5, realizado em 2007, marcou o torcedor do Vitória

Em enquete realizada pelo site Globoesporte, a torcida do Esporte Clube Vitória elegeu o BA-VI mais marcante da história do clube. E se engana quem pensa que o clássico que terminou com a goleada histórica por 7 a 3 pelo jogo de ida da final do Campeonato Baiano de 2013 foi o escolhido. Com 50.52% dos votos, o Ba-Vi de 2007 foi o que mais marcou o torcedor. O jogo disputado em 22 de abril de 2007 terminou com vitória do Leão por 6 a 5, com gol aos 48 minutos marcado pelo atacante Índio, destaque da partida com quatro gols. Esse também foi o último clássico disputado na antiga Fonte Nova. O Ba-Vi do 7 x 3 teve 26.23% da preferência dos torcedores.

 

Antônio Rogério Silva Oliveira, o Índio, foi o nome do jogo. Com suas tradicionais flechadas, fez a festa da torcida rubro-negra. Os quatro gols feitos no clássico elevaram Índio à condição de ídolo e colocaram o atacante na história dos Ba-Vis. Ele passou a ser o jogador do Vitória que mais marcou em uma única partida diante do rival. Em 2013, Dinei igualou a marca. O clássico foi acompanhado de perto por 60 mil pessoas na antiga Fonte Nova.

O Bahia abriu o placar com Danilo Rios, mas o Vitória virou com gols de Jackson e Índio. Ainda no primeiro tempo, o Tricolor voltou a ficar na frente do placar, com Fausto e Danilo Rios. No segundo tempo, o Rubro-Negro virou mais uma vez, com dois gols de Índio e um de Apodi. Fábio Saci e Rafael Bastos deixaram o placar empatado. Nos acréscimos, contudo, Índio acertou mais uma flechada e deu números finais ao clássico.

Relembre a matéria do jogo:

Bahia 5×6 Vitória (Campeonato Baiano)

Data: 22/03/2007

Árbitro: Djalma José Beltrame

Gols: Danilo Rios (4/1º), Jackson (31/1º), Índio (35/1º), Fausto (38 do 1º), Danilo Rios (45/1º), Índio (6/2º), Apodi (21 do 2º), Índio (26/2º), Fábio Saci (42/2º), Rafael Bastos (45/2º) e Índio (49/2º)

VITÓRIA: Emerson, Apodi (Alex Santos), Sandro, Jean (Jefferson) e Alysson; Vanderson, Bida e Jackson e Capixaba; Índio e Joãozinho (Sorato). Técnico: Givanildo Oliveira.

Bahia: Paulo Musse; Carlos Alberto (Amauri), Hebert, Rogério e Victor Boleta; Humberto, Fausto, Danilo Rios (Emerson Cris) e Rafael Bastos; Fábio Saci e Moré (Danilo Gomes). Técnico: Artuzinho.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*