Prefeito de Juazeiro descarta liberar treinos e jogos de futebol neste momento

"Neste momento não tenho como liberar estádios para treinos"

A Federação Bahiana de Futebol trabalha com a ideia de retornar o Campeonato Baiano na segunda quinzena de julho e, desta forma, tenta negociar com as prefeituras dos municípios do interior a liberação das atividades presenciais para que as equipes voltem a treinar. No entanto, em Juazeiro, essa possibilidade esta descartada neste momento. O prefeito Paulo Bomfim (PT) afirmou que não tem condições de liberar treinos ou jogos de futebol na cidade. O motivo é o aumento de casos de coronavírus na cidade. Somente no mês de junho 506 pessoas foram diagnosticadas com a doença. A Juazeirense, único representante da cidade no Baianão, se posiciona contra a retomada do Estadual.

 

“O comércio de Juazeiro [serviço não essencial] está fechado e aderimos toque de recolher [das 18h às 5h]. Neste momento não tenho como liberar estádios para treinos ou jogos de futebol. Só nesse mês de junho registramos 506 casos. Tivemos 25 óbitos aqui em Juazeiro. Mais para frente quando voltar ao normal, o futebol vai voltar, mas por agora não tem possibilidade. Nossa prioridade é salvar vidas”, disse em entrevista ao Bahia Notícias.

O Campeonato Baiano foi paralisado oficialmente no dia 17 de março, restando duas rodadas para o término da primeira fase. Oito times disputam quatro vagas para a semifinal, sendo que o Esporte Clube Bahia lidera com 15 pontos, seguido por Jacuipense, Bahia de Feira e Vitória, formando o G-4. Atlético de Alagoinhas, Juazeirense, Fluminense de Feira e Vitória da Conquista tentam beliscar uma vaga. Doce Mel e Jacobina disputam para ver quem se salva do rebaixamento.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*