Jacuipense e Atlético-BA devem voltar aos treinos nesta semana

Até o momento, apenas três clubes retornaram as atividades

Foto: Divulgação/Jacuipense

Com a liberação das Prefeituras de Salvador, Dias D’Ávila e Camaçari, o Esporte Clube Bahia foi o primeiro clube a retomar as atividades presenciais no futebol baiano, após três meses de paralisação. Em seguida, foi a vez do Vitória voltar aos trabalhos no CT Manoel Pontes Tanajura. Após a autorização da Prefeitura de Feira de Santana, o Bahia de Feira seguiu o mesmo caminho. Todos cumpriram e cumprem com rigor o protocolo de prevenção contra a covid-19. Com a previsão de retorno do Campeonato Baiano para a segunda quinzena de julho, as outras equipes se preparam para retornar, é o caso do Jacuipense, que realiza seus treinos no CT do Vitória e deve voltar nesta semana, mesmo caso do Atlético de Alagoinhas que anunciou o técnico Agnaldo Liz. Os outros clubes ainda não anunciaram os seus cronogramas.

 

O Leão do Sisal visa o retorno do Campeonato Baiano e posteriormente da Série C do Campeonato Brasileiro. Como não será permitido torcida nos jogos, o clube de Riachão do Jacuípe decidiu alterar o seu mando de campo. O time disputará os jogos em Salvador, possivelmente em Pituaçu. Outra possibilidade é o Barradão. A ideia é diminuir os custos e reduzir o risco de contágio. O retorno para o Estádio Eliel Martins (Arena Valfredão) será quando os duelos forem abertos para a torcida.

Único representante do futebol baiano no Brasileiro da Série C, o Esporte Clube Jacuipense estreia contra o Remo, no Estádio Eliel Martins, em Riachão do Jacuípe. Essa é a primeira vez que o Jacuipense disputará a terceira divisão. O acesso inédito foi conquistado no ano passado ao vencer por 1 a 0 o Floresta, do Ceará, nas quartas de final.

Mesmo com dificuldades financeiras, agravadas com a pandemia do coronavírus, o Atlético de Alagoinhas garantiu sua participação no Campeonato Brasileiro da Série D e destacou em seu site oficial que vai busca do acesso inédito para a terceira divisão do futebol nacional. A estreia do Carcará será contra o Gama, no Estádio Antônio Carneiro, com data ainda a definir. O Atlético-BA está no Grupo A6, ao lado de Bahia de Feira, Gama-DF, Patrocinense-MG, Tupynambás-MG, Caldense-MG, Palmas-TO e o vencedor do confronto entre Brasiliense-DF e Tocantinópolis-TO.

A fase de grupos da Série D contará com 64 times (e não 68 como nos últimos anos). Eles serão divididos em oito chaves, com oito times em cada, com jogos de ida e volta. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32 equipes. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão e do acesso à Série C de 2021: oitavas, quartas, semifinais e final. A CBF detalhou no regulamento o caminho de cada uma das fases.

O Campeonato Baiano foi paralisado oficialmente no dia 17 de março, restando duas rodadas para o término da primeira fase. Oito times disputam quatro vagas para a semifinal, sendo que o Esporte Clube Bahia lidera com 15 pontos, seguido por Jacuipense, Bahia de Feira e Vitória, formando o G-4. Atlético de Alagoinhas, Juazeirense, Fluminense de Feira e Vitória da Conquista tentam beliscar uma vaga. Doce Mel e Jacobina disputam para ver quem se salva do rebaixamento.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*