Hospital Fonte Nova homenageia Arthur Maia em uma das alas da UTI

ex-atleta foi uma das vítimas fatais da tragédia da Chapecoense

As quatro alas de Terapia Intensiva do Hospital de campanha Arena Fonte Nova, que totalizam 100 leitos de UTI, serão batizadas com nomes de jogadores que fizeram história no futebol baiano. A primeira homenagem foi para Élcio Nogueira da Silva, mais conhecido como Sapatão, heptacampeão baiano pelo Esporte Clube Bahia na década de 70, e que faleceu no dia 5 de junho, aos 72 anos. O próximo homenageado será Arthur Brasiliano Maia, ex-jogador revelado pelo Esporte Clube Vitória e uma das vítimas fatais da tragédia da Chapecoense, em novembro de 2016, na cidade colombiana de La Union. A equipe de Santa Catarina viajava para disputar a final da Copa Sul-Americana.

 

Segundo a Secretária de Saúde do estado (Sesab): “A homenagem ao falecido jogador de futebol é uma forma de inspirar profissionais de saúde e pacientes internados, de que o tradicional palco do futebol, também é um local com histórias de superação e conquistas.

De acordo com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas: “Além das quatro alas de Terapia Intensiva, que totalizam 100 leitos de UTI, também vamos homenagear ex-atletas nas enfermarias”, afirma o secretário.

Com um investimento de R$ 2,3 milhões nas adequações estruturais para que fosse possível ampliar a rede assistencial dedicada aos pacientes com diagnóstico de Covid-19, o Hospital de campanha Arena Fonte Nova recebeu os primeiros pacientes com diagnóstico de coronavírus no dia 5 de maio e conta com 800 profissionais atuarão na unidade.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*