Fernando Miguel renova com o Vasco e não esconde a felicidade

"Não sei expressar em palavras o que eu estou sentindo"

Delmiro Junior/Photo Premium/Lancepress!

Desde 2018 vestindo a camisa do Vasco da Gama desde quando deixou o Esporte Clube Vitória, o goleiro Fernando Miguel tinha vínculo até o final do ano com o Cruz-Maltino e a renovação vinha caminhando para se tornar uma novela, porém, nesta sexta-feira (19), a esperada renovação foi oficializada nesta quinta-feira, durante live da “Vasco TV”. O executivo de futebol, André Mazzuco, anunciou a ampliação do vínculo do arqueiro até 2022.

 

“Estou muito feliz de anunciar a renovação do Fernando. Ele vai nos dar a honra de ficar até o final de 2022. Foi uma negociação muito tranquila, principalmente pelo desejo do Fernando e o nosso de ficar aqui. Nós precisamos ter referências na equipe e ele sempre foi uma delas. Temos uma escola de goleiros, com Jordi, Alexander, Lucão, Halls, Fintelman e ele é a referência. É nosso goleiro, nosso camisa 1”, afirmou Mazzuco.

Fernando Miguel, de 35 anos, não escondeu a alegria de renovar contrato com o Vasco e se disse orgulho por fazer parte de um momento de reconstrução do clube. “Não sei expressar em palavras o que eu estou sentindo e o tamanho do orgulho que tenho em vestir a camisa do Vasco, de fazer parte dessa reconstrução e desse processo. Me vejo muito focado, completamente entregue e espero seguir ajudando o clube e que dentro de campo a gente consiga avançar e que o torcedor possa perceber o trabalho que é feito para que o Vasco cresça. No trajeto de São Januário até minha casa após a assinatura, eu fiz uma reflexão e ver que o Vasco vai avançando, com o trabalho, a lealdade de todos, desde que cheguei aqui em 2018, estamos evoluindo. Podem ter certeza que vão ter um atleta muito fiel e leal ao clube. Fica o meu agradecimento a todas as pessoas envolvidas, desde o presidente ao mais humilde.”

A primeira passagem de Fernando Miguel pelo Vitória foi em 2013, contratado junto ao Juventude, mas ele sequer jogou. Ele retornou ao clube na temporada seguinte. A partir de 2015, começou a ganhar espaço na equipe e fez 37 partidas. A temporada em que mais jogou foi a de 2017, quando entrou em campo 54 vezes. Ao todo, disputou 151 partidas com a camisa do Vitória e deixou o clube após perder a titularidade para o goleiro Caíque por opção do técnico Vagner Mancini na época.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*