Atlético de Alagoinhas contrata o artilheiro do Campeonato Baiano 2020

Marcelo Nicácio tem 8 gols no Baianão em 7 jogos pelo Flu de Feira

O Atlético de Alagoinhas segue remontando e reforçando o seu elenco visando as disputas do Campeonato Baiano e da Série D do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (30), por meio das redes sociais, o clube anunciou a contratação do experiente atacante Marcelo Nicácio, artilheiro isolado do Campeonato Baiano com 8 gols marcados em sete jogos disputados. O centroavante vinha sendo o principal destaque do Fluminense de Feira, mas acabou deixando o Touro após a desmontagem do elenco em virtude da paralisação. Ele chega ao Carcará para reforçar o ataque do time que será comandado por Agnaldo Liz. O Carcará já havia anunciado o goleiro Lupitinha, o volante Leandro Sobral, o meia Edilson e o atacante Robert. O Atlético-BA também firmou a renovação do meia-atacante Vitinho e do volante Makelele.

 

Natural de Salvador, Marcelo da Paixão Ramos Nicácio tem um vasto currículo. Começou no Bahia, onde jogou até meados de 2004, sendo artilheiro da Taça Estado da Bahia de 2003 com 10 gols. Foi emprestado ao Xanthi da Grécia e na sequência ao Votoraty. Em 2007, foi vendido ao Atlético Mineiro, porém, sem muita oportunidade, foi emprestado pelo Galo à CRB, América-RN, Fortaleza e Figueirense. Nicácio também defendeu o Vitória entre 2012 e 2013, marcando 6 gols em 18 jogos. Ele acumula passagens ainda por Litex Lovech, da Bulgária, Ceará, Paysandu, Al-Faisaly FC, da Arábia, Boa Esporte, Boavista-RJ, CSA, Icasa, Caucaia, Uniclinic, Manaus FC, Santa Helena, além de Sousa e Jacuipense onde atuou na temporada 2019.

Pelo Vitória, foi campeão do Campeonato Baiano de 2013 e artilheiro da Copa do Nordeste de 2013 com 5 gols. Conquistou ainda o Campeonato Cearense pelo Fortaleza em 2009 e pelo Ceará em 2011. Em 2003, disputou os Jogos Pan-Americanos pela Seleção Brasileira.

A estreia do Carcará na Série D será contra o Gama, no Estádio Antônio Carneiro, com data ainda a definir. O Atlético-BA está no Grupo A6, ao lado de Bahia de Feira, Gama-DF, Patrocinense-MG, Tupynambás-MG, Caldense-MG, Palmas-TO e o vencedor do confronto entre Brasiliense-DF e Tocantinópolis-TO. A fase de grupos da Série D contará com 64 times (e não 68 como nos últimos anos). Eles serão divididos em oito chaves, com oito times em cada, com jogos de ida e volta. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32 equipes. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão e do acesso à Série C de 2021: oitavas, quartas, semifinais e final. A CBF detalhou no regulamento o caminho de cada uma das fases.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*