Venda de lateral do Palmeiras superou a de Artur para o Bragantino

Luan Cândido foi vendido ao Red Bull Leipzig, da Alemanha

O Palmeiras teve um ano de 2019 decepcionante. No início, até deu indícios de que conquistaria mais um título do Campeonato Brasileiro após emplacar oito triunfos consecutivos com Luiz Felipe Scolari, porém, na volta do recesso perdeu o embalo, amargou uma sequência de tropeços e acabou perdendo a taça para o Flamengo. Perdeu não somente o título, como terminou a competição no terceiro lugar, atrás também do Santos. Com alto investimento e sem títulos na temporada passada, o clube foi obrigado a se desfazer de alguns jogadores para fazer caixa e também investir somente em reforços pontuais para 2020.

 

De acordo com o balancete apresentado pelo clube, uma surpresa surgiu em meio aos vários negócios feito pela gestão do presidente Maurício Galiotte, segundo informação do Bola Vip. O lateral-esquerdo Luan Cândido, de 19 anos, negociado junto ao Red Bull Leipzig, da Alemanha, por R$ 25,4 milhões, foi a maior venda do clube na temporada passada. Destaque nas categorias de base, o jogador sequer atuou no time profissional.

O valor total da transferência foi de R$ 35 milhões, mas o Palmeiras possui ‘apenas’ 70% dos direitos econômicos do atleta. Como é feito costumeiramente pelo time alemão, Luan foi cedido por empréstimo para a sua “franquia” no Brasil, o Red Bull Bragantino, onde está desde o começo de 2020 e ainda não entrou em campo.

Logo atrás de Luan, a venda de Arthur para o próprio Red Bull Brantino rendeu aos cofres alviverde o montante de R$ 22,6 milhões – segunda maior, de acordo com o balancete. A ida de Moisés para o Shandong Luneng, da China, vem em seguida, sendo a terceira colocada com o valor de R$ 20,9 milhões.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*