Promovido ao principal do Bahia, volante lembra conversa com Roger Machado

Ramon lamentou o fim do time de transição que liderou o Baianão

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Um dos destaques do time de transição, comandado pelo técnico Dado Cavalcanti, que vinha liderando o Campeonato Baiano de forma invicta, porém, teve o projeto interrompido por conta da pandemia do coronavírus que paralisou todas as competições há quase dois meses, meio-campista Ramon é um dos jogadores que serão promovidos ao elenco principal assim que as atividades no CT Evaristo de Macedo forem retomadas. O volante lamentou o fim da equipe sub-23 e a situação de alguns amigos que ficaram desempregados, e falou sobre a expectativa de ser observado de perto pelo técnico Roger Machado.

 

“É um momento de aperto que todos nós estamos passando. Infelizmente. Todos vão sofrer, sem exceção. A gente fica triste por ver um grupo se desfazer. Ali temos amigos. Mas entendemos perfeitamente o lado do clube e diretoria também. É uma situação difícil para todos os lados. Certeza que os profissionais que não irão continuar conosco vão se empregar o mais rápido possível.”

O volante lembrou uma conversa que teve com Roger Machado na sua chegada ao Fazendão. “Tive um conversa com o Roger quando cheguei. Disse que iria acompanhar de perto o time no campeonato baiano. Isso me deu tranquilidade para jogar o meu futebol e dar o melhor de mim. Durante os treinamentos, ele sempre procurava dar orientações pra minha evolução como jogador.”

Ramon está emprestado ao Bahia pelo Internacional até o fina do ano e vem treinando em casa enquanto as autoridades de saúde não liberam os treinos presenciais.

“Como todo o mundo, estamos sofrendo bastante nesse período por não poder fazer o que a gente mais ama que é jogar e treinar. Temos consciência que o momento é de pensar no bem maior que é salvar e preservar vidas. Estamos no aguardo da diretoria e dos órgãos de saúde para voltar aos treinos. Tenho certeza que a diretoria do Bahia vai achar o tempo certo para a gente voltar aos treinamentos.”

Natural de Limeira, Ramon Rodrigo de Carvalho tem 22 anos e iniciou a carreira nas categorias de base do Desportivo Brasil e ainda teve uma rápida passagem pela base do Palmeiras antes de chegar ao Internacional. No time gaúcho, atuou nas equipes de base e aspirantes, sendo emprestado ao Vila Nova-GO em 2019. Atuou em 40 partidas pela equipe goiana e anotou dois gols. Apesar do rebaixamento do Vila Nova à Série C, Ramon teve bastante regularidade e chamou a atenção do Bahia com a ajuda do DADE. Foram cinco jogos pelo Esquadrão no Campeonato Baiano e dois gols marcados.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*