Quem se destacou e quem ficou devendo pelo Vitória no Baianão?

Eron é o artilheiro do time de aspirantes e também no geral

Foto: Pietro Carpi / ECVitória

O Campeonato Baiano tem o futuro incerto após a paralisação em razão da pandemia do Coronavírus. Diante da falta de calendário e das dificuldades dos times do interior e prorrogar os contratos dos jogadores, o Baianão corre o risco de nem ser retomado. Além do Vitória da Conquista e da Juazeirense, o Esporte Clube Vitória também decidiu desmanchar o elenco que disputava a competição e dispensar o técnico Agnaldo Liz. Alguns atletas com idade júnior serão aproveitados pelo time sub-20, enquanto outros podem ser dispensados ou emprestados, como destacou o presidente Paulo Carneiro. Porém, se por acaso o Estadual for retomado, o grupo será remontado de forma rápida.

 

Com a paralisação, foram dadas férias coletivas aos jogadores e funcionários até o dia 20 de abril, podendo prorrogar por mais 10 dias. As equipes do interior, assim como o time sub-23 do Vitória, que vinha disputando o Baianão, tiveram os elencos desfeitos, casos de Juazeirense, Vitória da Conquista, Doce Mel, Jacobina. Bahia de Feira e Jacuipense decidiram manter o elenco, por enquanto.

Ainda restam duas rodadas para o término da primeira fase. Oito times disputam quatro vagas para a semifinal do Campeonato Baiano, sendo que o Bahia lidera com 15 pontos, seguido por Jacuipense, Bahia de Feira e Vitória, formando o G-4. Atlético de Alagoinhas, Juazeirense, Fluminense de Feira e Vitória da Conquista tentam beliscar uma vaga. Doce Mel e Jacobina disputam para ver quem se salva do rebaixamento.

Em matéria assinada pelo jornalista Ruan Melo, o Globoesporte fez uma lista com os jogadores que mais se destacaram e os que ficaram devendo pelo Bahia no Baianão. Veja abaixo:

DESTAQUES:

ERON
Titular em todos os sete jogos disputados pelo Vitória, o atacante marcou quatro gols e é o artilheiro do time na competição. Fez gol em Ba-Vi e também deu o triunfo ao time no finalzinho da partida contra o Vitória da Conquista. Com 21 anos, não tem mais idade para voltar ao sub-20.

CARLOS
Aos 19 anos e considerado uma joia da base do clube, Carlos mostrou segurança nos cinco jogos pelo Vitória no Campeonato Baiano. Discreto, chamou a atenção e foi o único zagueiro da equipe de aspirantes a ser relacionado para alguns jogos do time principal. E por pouco ele não deixou o Vitória no início do ano. O defensor teve o contrato encerrado e somente regularizou a situação no início da gestão de Paulo Carneiro. Na ocasião, assinou vínculo de três anos.

EDUARDO
Destaque do Vitória na disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, o meia Eduardo renovou contrato até 2022 e foi integrado ao time de aspirantes. Fez apenas duas partidas pelo time no Baianão, mas agradou e, com a carência de meias na equipe principal, foi relacionado seguidas vezes disputar a Copa do Nordeste. Com 19 anos, deve ser integrado ao time sub-20 do clube.

FICOU DEVENDO:

NICKSON
O início até foi bom, com titularidade e gol na estreia contra o Jacobina. Contudo, Nickson voltou a decepcionar dentro e fora de campo e sequer foi relacionado para os últimos dois jogos do time. O então técnico do time, Agnaldo Liz, chegou a falar em entrevista que buscava “resgatar” o jogador, que voltou a cometer excessos.

NEGUEBA
O atacante chegou ao clube na temporada passada com moral após se destacar pelo Globo como artilheiro e cobrador de faltas.Tanto que assinou contrato por cinco temporadas. Negueba até ganhou o carinho da torcida do Vitória, mas não deslanchou. Reserva na maior parte dos jogos da equipe, teve atuações longe das esperadas.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*