Presidente do Fortaleza prefere manter formato da Série A do que concluir estaduais e Nordestão

"Prefiro preservar o Brasileiro com as 38 rodadas", disse

O retorno do futebol ainda é incerto por conta da pandemia do coronavírus. Cogita-se uma volta no final de maio, porém, ainda uma incógnita. Diante disso, faltarão datas para tantos jogos e campeonatos, tanto que levantou-se a possibilidade de mudar o formato do Campeonato Brasileiro retornando o mata-mata. Porém, os clubes descartaram e a Globo também, já que teria perda de receita. Em entrevista para o Bandsports Online, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, falou sobre o assunto e revelou que se tiver que escolher, prefere a manutenção do formato da Série A do Brasileirão com 38 rodadas em detrimento da continuidade de Estaduais e Copa do Nordeste.

 

“Prefiro preservar o Campeonato Brasileiro com as 38 rodadas, porque existem acordos comerciais, direitos de transmissão que foram negociados e seria um problema maior se mudássemos o formato. Patrocinadores poderiam se afastar, direitos de TV seriam questionados. Não podemos matar a galinha dos ovos de ouro, principal produto do futebol brasileiro. Desejo que os Estaduais e Copa do Nordeste sejam concluídos, mesmo que espremidos (no calendário). Porém se tiver que escolher, escolho o Campeonato Brasileiro no formato atual”, revelou o mandatário.

Em outro momento da entrevista, Marcelo Paz revelou que a CBF está preparada para vários cenários de retorno do futebol. Ele explicou que se as atividades voltassem apenas em julho, competições regionais podem ter dificuldades de serem concluídos.

“Se retornar em julho, Copa do Nordeste e Estaduais ficarão muito difíceis de continuar. Espero que possam continuar, mas se não der, temos que entender. A Série A deve se manter no formato atual, isso deve ser preservado”, comentou o dirigente.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*