Diretor jurídico do Vitória fala sobre redução de salários no clube

"espera uma solução global, nacional", disse

Na última quarta-feira, o Esporte Clube Vitória anunciou que o técnico Geninho concordou em abrir mão dos seus direitos de imagem enquanto durar a paralisação em razão da pandemia do coronavírus. A decisão foi tomada após conversa com o presidente Paulo Carneiro. O treinador voltará a receber o reinicio das atividades. Vale lembrar que o clube deu férias de vinte dias aos jogadores e funcionários a partir de hoje (1º de abril), podendo ser prorrogado por mais 10 dias. Em relação a redução de salários do elenco, o diretor jurídico do Leão, Dilson Pereira, explicou que o clube aguarda um posicionamento nacional.

 

“O Vitória ainda não tem posicionamento definitivo sobre a situação porque espera uma solução global, nacional. O Vitória está atento aos assuntos, dialogando sempre, buscando compor a situação, já que nesse período de crise o Vitória tem o raciocínio que todos precisam fazer um sacrifício”, disse o diretor jurídico do clube, Dilson Pereira Junior.

O Vitória elogiou a atitude de Geninho e frisou que ele “foi sensível ao momento atual do futebol mundial, em especial o brasileiro, e com objetivo de apoiar o clube rubro-negro em seu esforço para evitar um colapso financeiro.

“Uma atitude, sem dúvida, digna de um profissional correto, preocupado com a crise que passa o futebol motivada pela pandemia da COVID-19 (coronavírus). Que o exemplo de Geninho sirva de estímulo para o resto do mercado brasileiro, pois caso as instituições não sejam protegidas, não existirá mais o negócio futebol e todos irão perder com isso.”, completou o clube.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*