CBF descarta retorno do futebol em maio e tem junho como mês limite

Revelação foi feita pelo presidente da Federação Pernambucana

O Ministério da Saúde, na ocasião ainda comandado por Mandetta, informou à Confederação Brasileira de Futebol que não é recomendado o retorno das competições em maio, recomendação atendida pela entidade que já descartou a volta do futebol no próximo mês, de acordo com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro de Carvalho. Ainda de acordo com Evandro de Carvalho, a ideia é iniciar as competições nacionais após a conclusão dos estaduais. O que, na avaliação do presidente da FPF, pode acarretar na conclusão das Séries A e B apenas em 2021.

 

“A CBF entende que em maio não vai haver futebol, mas o retorno não pode passar de junho, sob pena de comprometer todo o calendário nacional. Objetivo da CBF é acabar os estaduais para começar o Brasileiro. Aí há uma grande chance de o Brasileiro adentrar o próximo ano” – disse Evandro, durante a reunião com os representantes dos clubes de Pernambuco.

Segundo informação do Globoesporte, a ideia inicial é que os clubes sejam liberados para iniciar os treinamentos ainda no mês de maio para, com isso, prepararem os atletas fisicamente. No entanto, tanto o representante da CBF, quanto Evandro de Carvalho, ressaltaram que a medida só será adotada com a liberação do Ministério da Saúde e dos Governos Estaduais.

O diretor de competições da FPF-PE, Murilo Falcão, falou sobre os procedimentos de retorno aos treinos discutidos na reunião desta segunda-feira. Segundo ele, seguem modelos adotados na Alemanha e Bélgica.

“Estão programados utilização de máscaras, grupo mínimo de treinamento com horários intercalados, utilização de álcool 70 nos CTs, utilização de equipamentos próprios (vestimentas), para que sejam feitas higienização em casa. Adquirimos equipamento para desinfecção dos locais de treinamentos e testes do Covid-19. Salientamos que esses testes não são da rede pública, mas adquiridos com recursos próprios das Federações e dos clubes.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*