Yuri volta a ser titular após três meses e busca sequência no Bahia

Yuri fez apenas o seu segundo jogo no ano no Ba-Vi deste domingo

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

No Bahia desde 2013, Yuri foi emprestado ao CSA em 2018 e após ser um dos destaques na campanha de acesso do time alagoano se tornando o rei dos desarmes na Série B, retornou ao Esquadrão esse ano cotado até para iniciar a temporada como titular, no entanto, sofreu uma lesão de joelho que atrapalhou sua pré-temporada e o deixou de fora das primeiras partidas do ano. Quando se recuperou, não conseguiu recuperar seu espaço, nem com Enderson Moreira, tampouco com Roger Machado. Com isso, foi incorporado ao time de transição. Em 2019, foi emprestado ao Tochigi, do Japão, onde atuou 10 partidas e marcou um gol. Com o fim do empréstimo, retornou ao Esquadrão para reforçar o grupo de transição. As lesões, contudo, não o abandonaram. Uma fissura no pé fez o atleta começar a pré-temporada atrasado, o que o deixou atrás dos concorrentes pela posição de titular.

 

Neste domingo, no clássico BA-VI pelo Campeonato Baiano, o volante substituiu o lesionado Ramon e foi titular da equipe de Dado Cavalcanti. Yuri não atuava como titular e jogando os 90 minutos há três meses. A última vez qu havia jogado como titular foi em novembro, pelo Tochigi. Além disso, foi o seu segundo jogo no ano. Ele havia atuando alguns minutos na partida contra o Jacobina.

“Meu último jogo foi em novembro. Fiquei muito tempo parado e é difícil voltar logo em um clássico. Mas trabalhei muito para ajudar o grupo. Fico feliz com minha atuação, fui seguro, com alguns receios, faltou cacoete de jogo, sequência que eu não tinha. Mas fico feliz com o resultado do jogo. Comento isso com minha esposa, que é baiana, soteropolitana. Digo para ela que quero ter uma sequência aqui. De novo cheguei machucado. Graças a Deus não tenho mais lesão nenhuma. O que me atrapalhou muito foi a lesão no joelho, e no joelho não sinto mais nada. Estou com a cabeça boa, fazendo de tudo para ter sequência”, comentou o atleta na saída da delegação tricolor do Barradão.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*