Geninho quer vitória sobre o Sport para chegar com moral no BA-VI

"Sempre bom chegar a um clássico em situação positiva"

Foto: Divulgação / EC Vitória

Neste sábado, contra o Sport-PE, o time principal do Esporte Clube Vitória terá seu segundo desafio na temporada 2020 e novamente contra um clube que disputa a Série A do Brasileiro. Será o primeiro jogo fora de casa. Na estreia, atuando no Barradão, o Rubro-Negro Baiano empatou sem gols com o Fortaleza. A partida contra o time pernambucano está marcado para 16h, na Arena de Pernambuco. Depois do Sport, o Vitória terá pela frente o primeiro clássico BA-VI de 2020 marcado para dia 8 de fevereiro na Arena Fonte Nova. Apesar de garantir que está focado apenas no jogo contra o Sport, o técnico Geninho admite que é sempre bom chegar a um clássico em situação positiva, mas prefere não misturar as coisas.

 

“Sempre bom chegar a um clássico em situação positiva. Mas devo confessar que ninguém está falando em Ba-Vi aqui ainda não. Deve começar semana que vem. Nosso adversário é tão forte quanto, um jogo tão difícil quanto. Vamos pensar primeiro no Sport, depois pensamos no que vem pela frente. A gente procura não misturar muito as coisas”.

Geninho também relembrou do encontro com o Sport pela Série B de 2019. “O que mais me lembro foi o ano passado. Estávamos precisando da vitória que nem se precisa de um prato de comida, estávamos em uma situação terrível. Nós tínhamos uma vitória na mão até os 46 do segundo tempo. Aqueles três pontos seriam uma dádiva e tomamos um gol de bola parada que a bola não pegou ninguém e entrou. Isso te marca. Talvez seja a lembrança mais forte que tenho de Vitória e Sport, lembrança recente, a maneira como o Sport conseguiu o empate aqui”, comentou o treinador.

O treinador também comemorou o fato do jogo ser na Arena Pernambuco e não na Ilha do Retiro. “Sempre muito difícil jogar contra o Sport. É uma das grandes equipes do Norte/Nordeste. Equipe respeitada, que costuma investir forte. Passou por alguns problemas, mas está se arrumando. Teremos uma pequena vantagem. Já passei três vezes pelo Sport. Cheguei a subir com o Sport para a Série A, fui livrar o Spot, como aqui. Conheço bem o Sport. Seria mais difícil jogar contra o Sport na Ilha do Retiro. Lá eles ganham uma força maior do que a que já tem. Apesar de a torcida incentivar na Arena Pernambuco, a participação do público na Ilha não se tem na Arena. Nesse quesito ganhamos um pouco. Mas isso não tira a qualidade que o Sport tem na parte técnica, os problemas que eles vão causar dentro de campo, e eu espero muitos. Vem com alguns reforços, contratações que aos poucos eles vão regularizando. O grupo está se tornando cada vez mais forte. Mas eu tenho uma esperança muito grande naquilo que podemos fazer pelo que o grupo vem me passando. É um grupo que também está se personalizando, se tornando mais forte. Acredito em um bom jogo, bastante equilibrado”.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*