Corinthians por detalhes para anunciar o volante Éderson, diz Diretor

Éderson pode acertar com o Corinthians nesta quarta-feira

Faltam pequenos detalhes para o Corinthians anunciar a contratação do volante Éderson, que também era alvo do Esporte Clube Bahia e, inclusive, utilizou uma cartão de intenção do tricolor baiano no processo contra o Cruzeiro na Justiça do Trabalho. Na ocasião, o Esquadrão tentou fazer uma troca com o clube mineiro envolvendo o meia Régis ou o volante Yuri, mas não evoluiu. Após ficar livre no mercado, Éderson atraiu o interesse de outros clubes, um deles o Corinthians, que está apalavrado com o atleta. O diretor de futebol Duílio Monteiro Alves disse que a negociação está “praticamente fechada”. A expectativa do Timão é de resolver tudo já nesta quarta-feira e aguardar o jogador para realizar os exames médicos. O Timão deve ficar com 65% dos direitos econômicos do jogador.

“Está muito bem encaminhado. Existe um acordo praticamente fechado. É um jogador que pode ser sim que venha, faltam algumas questões burocráticas que pretendemos resolver até quarta ou, no máximo, até o fim da semana”, disse Duílio, ao GloboEsporte.com.

O jogador chegou a um acordo e rescindiu com o Cruzeiro em reunião que também encerrou as pendências relacionadas ao atacante David, contratado pelo Fortaleza. O clube celeste não precisará pagar R$ 1,5 milhão em débitos dos dois atletas por atraso de salários, FGTS e direitos de imagem. Em contrapartida, há ainda a garantia do recebimento de R$ 2,7 milhões em dinheiro e o fim de uma ação movida por André Cury na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD).

Natural de Campo Grande (MS), Éderson José dos Santos Lourenço da Silva tem 20 anos e surgiu nas divisões de base do Desportivo Brasil e em 2015 chegou a ser emprestado ao Shandong Luneng da China para integrar o Sub-17. Em 2018, acertou por empréstimo com o Cruzeiro que no ano seguinte adquiriu o jogador em definitivo. Iniciou 2019 atuando no sub-20, atuando 10 jogos entre Mineiro Júnior e Copa do Brasil Sub-20. Foi promovido ao elenco profissional e chegou a atuar 22 partidas pelo time principal, marcando 2 gols.

Consultado por outros clubes, Éderson pediu R$ 10 milhões de luvas, diz Nicola

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*