“Vamos enfrentar três times de Série A já no início”, diz técnico do Vitória

Geninho projetou o duelo contra o Fortaleza neste sábado

Foto: Letícia Martins/Divulgação/EC Vitória

O Esporte Clube Vitória terá um teste de fogo já na primeira rodada da Copa do Nordeste, quando enfrenta neste sábado o Fortaleza, do técnico Rogério Ceni, atual campeão do Nordestão e que terminou o ano em alta com a melhor colocação no Brasileiro da Série A entre os clubes nordestinos. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Geninho falou sobre a disputa do torneio e destacou que será o começo mais forte que o Leão poderia enfrentar, lembrando que logo de início o time terá como adversários três clubes de Série A (Fortaleza, Sport-PE e Bahia).

 

“Vamos enfrentar três times de Série A já no início da competição. Fortaleza mexeu pouquíssimo no seu elenco. Deu reforçada, mas está mantando 90% da base. Vem com qualidade, entrosamento, fez um belo brasileiro. As paradas não vão ser fáceis. Mesma coisa em relação ao Bahia que se reforçou e fez um excelente campeonato. O Sport que acabou ascendendo a Série A e que contratou bastante gente. Acho que contra a gente vai poder jogar. Serão adversários dificílimos. Um começo muito forte. Talvez o começo mais forte que poderíamos enfrentar. Poderíamos pegar nos jogos finais, mas estamos pegando agora. Tudo bem. Momento bom para ver o estágio que você está, como seu time responde. Se passar bem, vai ser muito bom para todos nós. Equipe vai ganhar confiança. Torcedor vai ganhar confiança. Jogos difíceis, bons de jogar. Vão testar realmente aquilo que a gente tem na mão”, disse.

Geninho também projetou o confronto contra o time de Rogério Ceni e afirmou que não tem medo da parte física, mas destacou a qualidade do adversário.

“Eu espero dificuldades pelo adversário que vamos enfrentar e teve o mesmo tempo de preparação que eu. Não tenho medo da parte física, que eles vão sentir o mesmo desgaste que vamos sentir. Eu acho que dificuldade pela qualidade do time. Um time que fez um belo Campeonato Brasileiro, manteve a sua base, conta com jogadores experientes, manteve treinador e tem filosofia de jogo determinada. É esse o meu temor, pegar um time arrumado, entrosado e que se conhece mais. Se falar para mim se eu tenho um time definido, digo que não. Tenho um time que vai começar o jogo, que foi escolhido para esse início. Não sei se esse time do início vai ter continuidade. Não descarto de fazer uma vitória, um bom resultado. A qualidade do time que nós temos hoje nos dá essa esperança. Um time com uma qualidade muito boa. A hora que a gente achar um encaixe esse time vai dar bastante alegria para todos nós”, finalizou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*