Considerado a maior contratação da Juazeirense, zagueiro reencontra o Bahia

O Campeonato Baiano na sua edição 2020 terá como novidade a presença de jogadores conhecidos e alguns deles consagrados como Magno Alves e Nonato que vão defender Atlético de Alagoinhas e Vitória da Conquista, respectivamente. Outro destaque será para o zagueiro Kanu, que recentemente teve passagem pelo Esporte Clube Vitória, e vai comandar a zaga da Juazeirense. O jogador é considerado pela direção da Juazeirense como maior contratação da história. O atleta chegou no final da tarde da última terça-feira (14) e desde do anúncio da sua contratação, o alvoroço tomou conta das redes sociais. Os torcedores gostaram tanto do novo reforço, que foram em peso recepcionar o jogador no aeroporto de Petrolina.

 

Kanu atuou em duas ocasiões no Esporte Clube Vitória. Inicialmente em 2015. Retornou ao clube em 2016 e permaneceu até 2018 quando caminhou em direção do Oeste para disputar o Campeonato Brasileiro da Série B. Com a camisa do Vitória Kanu atuou em 121 partidas, marcando 16 gols, números altos considerando que se trata de um zagueiro. Além do Vitória, Kanu tem passagens pelo futebol internacional em times da Bélgica e Portugal. O atleta já está perfeitamente integrado ao elenco trabalhando duro já para a estréia justamente contra o Bahia em jogo agendado para a próxima quarta-feira (22) no Estádio Adauto Morais às 21h30

Logo após a sua chegada o jogador mostrou otimismo no seu novo desafio. “A expectativa é boa, o presidente fez todos os esforços, temos conversado há muito tempo e graças a Deus conseguimos encaixar da melhor forma e agora é pensar em trabalhar e dar o melhor para a Juazeirense” disse o jogador.

Treinando com o elenco desde a última quinta-feira, o zagueiro Kanu fará sua estreia pela Juazeirense contra o Esporte Clube Bahia, no dia 22, às 21h30, no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, pela primeira rodada do Campeonato Baiano. O defensor corria o risco de ficar de fora da partida por conta daquela confusão no clássico Ba-Vi da edição de 2018, porém, o Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA) converteu os dois jogos restantes da punição no pagamento de 600 pacotes de leite em pó integral a uma instituição de caridade. Com isso, ele está liberado e vai reforçar o time do técnico Vladimir de Jesus.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*