Prejuízo: Gedoz custou ao Athletico 115 mil por jogo ou 550 mil por gol

Meia foi titular do Vitória na Série B marcando 5 gols em 27 jogos

Foto: Jonathan Campos

Emprestado ao Esporte Clube Vitória até o final da Série B, o meia Felipe Gedoz retornaria ao Athletico-PR no início de 2020, no entanto, seu contrato com o Furacão se encerra em janeiro e não está nos planos da diretoria prorrogar o vínculo do jogador, ainda que tenha sido segunda contratação mais cara da “era Petraglia”, porém, deu enorme prejuízo ao clube paranaense que desembolsou € 1,5 milhão, aproximadamente R$ 5 milhões por 50% dos direitos econômicos, em dezembro de 2016. Foram apenas 33 jogos e 9 gols no Furacão entre 2017 e 2018. O “custo Gedoz” foi de aproximadamente R$ 115 mil por partida ou R$ 550 mil por gol, sem contar os salários, que ultrapassam os R$ 100 mil mensais, destaca o portal Tribuna do Paraná.

 

Titular da equipe do Vitória na Série B, o meia Felipe Gedoz, tem o futuro incerto. O jogador admite que tem alguma possibilidade de permanecer no Leão, mas ainda não sabe onde irá atuar em 2020. Esse ano, marcou 5 gols em 27 jogos pelo Leão. O clube baiano, após confirmar a permanência do técnico Geninho, já renovou com cinco jogadores: os laterais Van e Jonathan Bocão, os volantes Gabriel Bispo e Romisson, e o atacante Felipe Garcia.

Natural de Muçum (RS), Felipe Gedoz da Conceição começou nas divisões de base do Guarani V. Aires e Atlético-RS antes de chegar ao Defensor Sporting do Uruguai onde se profissionalizou e chamou a atenção do Club Brugge da Bélgica. Foi comprado pelo Athletico-PR pelo 2017 como a 2º contratação mais cara do clube pagando quase R$ 5 milhões. Não deslanchou por lá, enfrentou problemas pessoais e acabou sendo emprestado ao Goiás em 2018 onde atuou 18 jogos e marcou 4 gols fazendo parte do acesso do Esmeraldino. Retornou ao Furacão esse ano, mas não estava nos planos e foi emprestado ao Leão.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*