Dos rebaixados no ano passado, Vitória é o único que decepcionou na Série B 2019

América-MG, Sport e Paraná tentam voltar para Série A

O Campeonato Brasileiro da Série B caminha para a reta final com apenas o Bragantino de forma antecipada obtendo o acesso, impulsionado pelo suporte financeiro das latinhas do energético austríaco Red Bull que botou dinheiro e embolsou uma vaga na elite do futebol nacional pela via rápida e o melhor, consumindo poucos recursos, cerca de R$ 45 milhões para assumir o comando do futebol do time paulista que estava longe do destaque da Série A desde 1998. Outro com um pé e meio na direção da Série A é o Sport-PE, vice-líder da competição. As projeções dos matemáticos apontam que o time pernambucano tem 99% de chance de ser o novo representante do futebol no Nordeste na Série A em 2020. A não afirmação que o Sport já subiu é mero capricho matemático.

 

Vale destacar o papel na provável conquista a participação do técnico Guto Ferreira que nos últimos anos esteve presente nos acessos do Bahia, Internacional (onde saiu praticamente classificado) e agora o Sport-PE embolsando algo parecido com R$ 2 milhões em premiação nos três clubes.

América-MG com 55 pontos (com +1 jogo), Coritiba com 54 pontos, Atlético-GO também com 54 pontos e Paraná com 51 brigam por as duas vagas restantes. CRB com 50 pontos corre por fora precisando vencer o Vitória hoje à noite no Barradão e depois disso, vencer os demais jogos e ainda torcer por uma sucessão de resultados de interesse, algo honestamente improvável.

Curiosamente, dos quatro clubes que caíram no ano passado: América-MG Vitória, Sport-PE e Paraná, todos estão na batalha para acesso, exceto o Esporte Clube Vitória, que após uma sequência de aventuras na sua área administrativa com a eleições de dois presidentes amadores, percorreu toda a competição sofrendo e impondo sofrimento aos seus torcedores. Em nenhum ou qualquer momento da Série B o Leão colocou a cabeça do lado de fora, deu indício ou produziu ainda que de forma efêmeras esperanças, atingindo no seu melhor momento a décima terceira posição e frequentando o Z4 por diversas rodadas e muitas em último lugar como fosse uma espécie de OLARIA do Nordeste.

Se o acesso não veio, o clube pode pelo menos matar hoje à noite a base do porrete o fantasma que lhe atormenta e soprava no nome da Série C no pé do ouvido pela madrugadas. Algo que seria terrível não apenas para o Leão, e sim para todo o futebol baiano pelo que representa o clube no estado e especialmente para a sua torcida.

Vencendo hoje à noite o CRB no Barradão, o clube contabiliza 44 pontos, um ponto abaixo do ideal para assegurar a permanência da divisão considerando pontuação de anos anteriores com a chancela dos matemáticos que estão sempre de plantão nesta altura do Campeonato.

Vencendo, e se o triunfo for potencializado com uma derrota do Figueirense para a Ponte Preta em Campinas o Vila Nova, que ocupa a 18ª posição, pelo menos empate com o Guarani no Serra Dourada, o problema estará completamente resolvido já que teríamos 9 pontos além dos desesperados faltando apenas três rodadas para a conclusão da competição. E assim, o Vila Nova, com 33, não teria pontuação para alcançar o Leão. Já o Figueira, poderia empatar em pontos, em um cenário completamente mal assombrado do Vitória PERDENDO TODAS as partidas e o Figueirense vencendo TODAS, ainda assim, amparado pelo critério de desempate pelos números de triunfos ( 10 x 9) o Leão estaria dentro e o Figueirense fora.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*