Bahia enfrenta o Palmeiras para tentar fazer as pazes com o torcedor

Esquadrão não vence há seis jogos na Série A e cinco jogos em Salvador

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Ainda atravessando uma fase complicada, o Esporte Clube Bahia tentará fazer as pazes com o seu torcedor neste domingo, em duelo contra o Palmeiras, às 16h, na Arena Fonte Nova, valendo pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Esquadrão vem de SEIS jogos seguidos sem vencer (4 derrotas e 2 empates), e atuando em Salvador não vence desde setembro, quando bateu o Botafogo por 2 a 0 na Fonte Nova. De lá para cá, atuou cinco vezes como mandante. Foram 3 derrotas (Athletico, Ceará e Inter) e 2 empates (São Paulo e Chapecoense). No 9º lugar com 43 pontos, o Tricolor Baiano mesmo vencendo não sai da posição já que Corinthians e Internacional aparece logo acima com seis pontos de distância e brigando por G-6, porém, em caso de revés, o tricolor baiano pode ser ultrapassado por Vasco e Goiás.

 

Além do jejum de seis jogos sem vencer, o Bahia não vence o Palmeiras desde 2012, quando venceu por 2 a 0, na Arena Barueri, com os dois gols marcados pelo atacante Souza “Caveirão’. Atuando em Salvador, o TABU é ainda maior, aliás, gigantesco. A última vez que venceu o Palmeiras na capital baiana foi no dia 30 de outubro de 1988, época do bicampeonato, por 1 a 0, com gol de Pereira em cobrança de falta. De 88 para cá, foram 12 jogos em Salvador, um pela extinta Copa João Havelange, um pela Copa do Brasil de 2018 e outros 10 pelo Brasileirão. Incrivelmente, o Tricolor Baiano sofreu 8 derrotas e empatou 4 vezes. A última partida em Salvador terminou empatada por 1 a 1 no Brasileiro de 2018. Gilberto fez para o Bahia. Felipe Melo empatou para o Verdão.

No retrospecto geral, o Palmeiras também leva vantagem. Contando apenas confrontos pelo Brasileiro (de 1968 a 2019), ambos se enfrentaram 39 vezes, o Verdão venceu 19, enquanto o Esquadrão apenas 8 e tivemos outros 12 empates. Os paulistas balançaram as redes 54 vezes e os baianos 32. Atuando em Salvador, o Bahia enfrentou o Palmeiras 17 vezes pelo Brasileirão, vencendo apenas 3, perdendo 8 e empatando 6. Contando todas as competições, Brasileirão, Copa do Brasil e Copa dos Campeões, são 45 confrontos, com 23 vitórias do Alviverde, 13 empates e 9 triunfos do Tricolor.

Para o jogo, o técnico Roger Machado não poderá contar com o zagueiro Juninho, o meia Alejandro Guerra e o atacante Artur, todos por força contratual. O último também está servindo à Seleção Brasileira Sub-23. Outro desfalque é o meia-atacante Marco Antônio, novamente vetado pelo departamento médico. A provável escalação do Bahia tem: Douglas, Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Wanderson e Moisés; Gregore, Flávio e João Pedro; Élber, Artur Caíke (Rogério) e Gilberto (Fernandão). 

Ainda sonhando com o título, apesar da distância de 11 pontos para o líder Flamengo, o Palmeiras não terá a disposição o zagueiro Gustavo Gómez, convocado pela seleção do Paraguai, além do volante Felipe Melo, que até conseguiu um efeito suspensivo, mas foi vetado pelo DM por conta de um incômodo muscular. O atacante Luiz Adriano ainda é dúvida. A provável escalação do Palmeiras é a seguinte: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Ramires, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Dudu, Zé Rafael e Deyverson (Luiz Adriano).

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*