Artur fala sobre Seleção, ajuda de Roger e retorno ao Palmeiras em 2020

Artur deve ser aproveitado pelo Palmeiras em 2020

Artur Victor nunca teve sequência no time do Palmeiras, ainda que fosse tratado como uma grande promessa. Foi emprestado ao Novorizontino e ao Londrina, em 2017. Retornou em 2018 com a expectativa de ser aproveitado, no entanto, atuou apenas sete jogos, amargou uma lesão que atrapalhou a temporada. Mas foi este ano, defendendo o Bahia, que vive seu melhor momento. São 51 jogos, 10 assistências e 9 gols marcados, sendo um dos destaques do time tricolor, lhe rendendo convocações para a Seleção Brasileira Sub-23 comandada pelo técnico André Jardine que se prepara para disputa da Olimpíada. Ele entrou no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre os Estados Unidos, no torneio amistoso em Tenerife, na Espanha.  Artur disse estar realizando um sonho e quer participar da Olimpíada de 2020, em Tóquio, no Japão.

 

“É um sonho de criança poder defender a seleção brasileira. Nessas últimas convocações fiquei naquela ansiedade para saber se estaria na lista ou não. Fico muito contente com essa oportunidade. Torci muito na última edição das Olimpíadas, com o Neymar marcando o último gol de pênalti. Com certeza, eu sonho em viver essa experiência também. Tenho trabalhado muito forte para isso. Fico feliz por ter sido convocado mais uma vez, já que é o reconhecimento do trabalho que venho fazendo no clube. É mais um passo para realizar esse sonho”, disse.

Pouco utilizado no Palmeiras em 2018, quando precisou ser submetido a duas cirurgias – uma no tornozelo direito e outra no braço direito –, Artur ganhou sequência com Roger Machado vestindo a camisa do Bahia na atual temporada. Ambos já haviam trabalhados juntos no Palmeiras, motivo pelo qual o jogador diz ter se adaptado rápido ao esquema do treinador.

“Eu já sabia sobre o trabalho (do Roger Machado), como ele queria as coisas. A adaptação foi até mais rápida do que as dos demais. E quando ele vê que não estou indo bem em algum aspecto, ele me chama atenção, mostra vídeos, tem me ajudado bastante a evoluir, a mostrar o que preciso melhorar. Ele me ajuda muito mesmo no dia a dia. Esse ano foi de muita experiência e crescimento. Fizemos uma boa temporada, com oscilações naturais, mas estamos trabalhando muito forte. Você aprende a lidar com a pressão, com a torcida apaixonante, como é a do Bahia… A gente vai se identificando com o clube, com a torcida. Isso ajuda bastante. É uma honra estar defendendo o Bahia”

Emprestado ao Bahia até o final deste ano, Artur deve voltar ao Palmeiras em 2020, inclusive, foi um pedido do técnico Mano Menezes. Ele será reintegrado em janeiro, na reapresentação do elenco alviverde antes da viagem para a disputa do Torneio da Flórida, nos Estados Unidos. “Eu projeto estar em um lugar em que possa mostrar meu trabalho, ter uma boa sequência e poder ajudar a equipe. Que eu possa fazer números melhores do que nesta temporada, marcar gols, dar assistências, ganhar títulos… Quem sabe ir para as Olimpíadas, que é um sonho. São as melhores expectativas possíveis”, disse.

 

 

Deixe seu comentário