Luiz Caldas reclama de narrador e pede respeito com o torcedor do Bahia

Cantor e torcedor do Bahia enviou um áudio criticando o narrador

Por razões mercadológicas, por orientação de cima, para atender o “grande público” ou o maior público envolvido no evento, por bairrismo ou simplesmente pura preferência de clubes, não sabe, no entanto, é conhecida e é histórica a má vontade dos narradores do Canal de assinatura Premiere ligado a Rede Globo de Televisão com os clubes do nordeste ou apenas com o clube de menor alcance nos confrontos por eles transmitidos. Talvez o narrador Cleber Machado seja um dos mais destacados e renomados nesta conduta pela pouca eficiência em disfarçar a sua preferência. Evidente que não são todos, Milton Leite e Luís Roberto e alguns de menor destaque escapam desta linha e realizam as transmissões com maior profissionalismo sem se deixar levar pelo coração ou qualquer tipo de orientação.

 

No jogo de ontem, Grêmio 0 x 1 Bahia em Porto Alegre, o cantor baiano e torcedor do Bahia, Luiz Caldas, em áudio enviado a um amigo editor da TV Bahia, reclamou da postura do narrador Daniel Pereira do Premiere FC cobrando imparcialidade, e lembrou que o canal é PAGO e o assinante precisa ser respeitado.

“Eu estou assistindo aqui e seus colegas da imprensa estão sendo parciais demais, o pessoal do Premiere. Eu assistindo Bahia e Grêmio, o Bahia jogando de igual para igual, rapaz. É um time que merece respeito, é bicampeão brasileiro, cara. E de repente você vê um narrador altamente torcedor do Grêmio, entendeu? Quando o Bahia pegava na bola, ele desfazia até dos próprios jogadores que são profissionais também. Eu acho que você que tem o contato com eles dê um toquezinho para que sejam mais imparciais. Precisou um jogador [ex-jogador Pedrinho era o comentarista] que está lá junto com ele… No pênalti mesmo, o narrador estava duvidando que era pênalti. “Não, não vi nada nisso aí”. Poxa! Se quererem ser profissionais que respeitem os outros estados também. Não é só o futebol do sul não. Avise a eles que a torcida do Bahia é gigante. Tem muitos artistas que tem o poder de palavra. Eu não quero criar nenhuma briga com o canal, de forma nenhuma. Só que o canal é pago, se ele é pago tem que respeitar os assinantes”, completou Luiz Caldas.

Ouça o áudio

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*