Bahia tenta manter zagueiro, mas tem concorrência de clube dinamarquês

Titular no Bahia, Juninho é alvo do principal clube da Dinamarca

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Sem espaço no Palmeiras, onde não atuou um jogo sequer na atual temporada, o zagueiro Juninho chegou por empréstimo ao Esporte Clube Bahia com o aval do técnico Roger Machado, com quem trabalhou no Verdão em 2018. O defensor chegou e em pouco tempo se firmou como titular na zaga tricolor ao lado de Lucas Fonseca e com boas atuações, vem atraindo os olhares da Europa. De acordo com informação do Esporte Interativo, o atleta é alvo do FC Copenhague, maior clube do futebol dinamarquês, e o Palmeiras vê com bons olhos uma venda para o futebol europeu, ainda que o Esquadrão tenha enorme interesse na manutenção do beque e já teria iniciado conversas para comprar o seu passe.

 

O contrato de Juninho com o Palmeias vai até maio de 2022 e ele está emprestado ao Bahia até dezembro deste ano, quando se encerra também os vínculos do meia Alejandro Guerra e do atacante Artur – este último outro destaque da equipe tricolor no ano, inclusive, sendo convocado para Seleção Olímpica. O Palmeiras se tornou detentor de 70% dos direitos econômicos de Juninho ao pagar cerca de 10 milhões de reais ao Coritiba em maio de 2017. Ainda segundo o portal, o Bahia pensa em desembolsar algo em torno de 4 milhões de reais para tê-lo em definitivo adquirindo parte dos direitos, mas sabe que a concorrência com a Europa deve aumentar as cifras.

Natural de Londrina (PR), Juninho foi revelado na base do Coritiba e se destacou pelo time principal em 2016, atuando 60 partidas e marcando 1 gol, atraindo o interesse do Palmeiras que desembolsou R$ 10 milhões para tirá-lo do Coxa em maio de 2017. Pelo Verdão, fez apenas 25 jogos (22 em 2017 e 3 em 2018) sendo emprestado ao Atlético-MG, porém, pouco foi aproveitado pelo time mineiro atuando apenas 4 vezes. Retornou ao Palmeiras no início de 2019, mas com a forte concorrência no setor, não teve nenhuma chance com o técnico Luiz Felipe Scolari, sendo emprestado ao Bahia onde se firmou como titular na zaga ao lado de Lucas Fonseca e até aqui atuou 18 vezes.

Deixe seu comentário

2 Comentário

  1. Eu ouvi falar que Zé Rafael voltaria. Não sou viúvo de jogador, porque meu BAHIA está acima de tudo e de todos, mas seria uma boa peça.
    Juninho é excelente zagueiro, se o Bahia conseguir mantê-lo será funtamental, e eu acho que tudo isso será confirmado caso o Bahia carimbe a ida para a Libertadores da América. Fato que trará ainda mais credibilidade, patrocínio, divulgação….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*