Histórico mostra equilíbrio nos confrontos entre Bragantino e Vitória

Os times duelaram 18 vezes e cada um venceu em 8 oportunidades

Foto: Tiago Caldas

Em situação complicada no Campeonato Brasileiro da Série B, algo que se arrasta desde as primeiras rodadas da competição, o Esporte Clube Vitória terá uma parada duríssima neste domingo (28), quando enfrenta o Bragantino, às 16h, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, valendo pela 25ª rodada da competição. O Leão não vence há três jogos e também não balança as redes no mesmo período, além disso, entrou no Z-4 e assumiu o 18º lugar após triunfos de Vila Nova e Criciúma. Por outro lado, o time paulista vem de dois triunfos seguidos, três jogos sem perder e tem o melhor ataque com 40 gols marcados e melhor defesa da competição com apenas 14 gols sofridos.

 

RETROSPECTO: Os times já se enfrentaram 18 vezes, entre Brasileirão (8), Série B (7) e Copa do Brasil (3), e o histórico de confrontos mostra grande equilíbrio. Cada um venceu oito vezes tivemos outros dois empates. Os baianos marcaram 23 gols e sofreram 20. Contando apenas jogos pela Série B, o Vitória leva a pior. Venceu apenas duas vezes, contra 4 triunfos do Bragantino. A última vez que o Rubro-Negro venceu o Braga atuando em solo paulista foi em 1996 quando venceu por 1 a 0 pelo Brasileirão. No último encontro, pelo 1º turno da atual edição da Série B, o Bragantino levou a melhor ao vencer por 2 a 0 dentro do Barradão.

Na rodada passada, o Esporte Clube Vitória empatou sem gols com o Atlético Goianiense, na Arena Fonte Nova, em jogo que marcou a estreia do técnico Geninho. Já o Bragantino foi até o Orlando Scarpelli e derrotou sem sustos ou sobressaltos o Figueirense por 3 a 0, abrindo seis pontos para vice-líder Atlético de Goiás.

O jogo entre Bragantino e Vitória terá o apito de Wanderson Alves de Sousa, da Federação Mineira de Futebol, designado por sorteio. Essa será a primeira vez que Wanderson vai comandar um jogo do Rubro-Negro Baiano. Mineiro de Belo Horizonte, com 35 anos de idade, Wanderson é professor, ingressou na SENAF (Seleção Nacional de Árbitros de Futebol) desde 2012, e já apitou este ano quatro jogos da Série B. Foi árbitro de VAR oito vezes e seis vezes quarto árbitro na Série A.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*