Com a mudança para Fonte Nova, o que o Vitória fará do Barradão?

Paulo Carneiro garantiu que não irá abandonar o equipamento

Foto: Mauricia da Matta/EC Vitória

O Estádio Manoel Barradas, visto como a válvula propulsora para o avanço do Esporte Clube Vitória nos últimos anos, a despeito de hoje, atravessa um momento conturbado e inserido na Série B ficará de lado nos próximos três anos pela opção do clube em retornar atuar na Arena Fonte Nova onde também conquistou título. E o que será feito do Barradão? Motivo de orgulho, até de certo modo exagerado, do torcedor do Vitória? E os BA-VIs serão todos na Arena Fonte Nova ou por uma questão estratégica o Leão atuará no Barradão?

 

Sobre a primeira questão, em entrevista à Rádio Metrópole, o presidente do Vitória afirmou que a agremiação não vai abandonar o equipamento, que vai abrigar jogos das categorias de base.

“Nos três anos, somente com problemas de agendamento da Fonte Nova que a gente pode vir a jogar no Barradão, como acontece com o Bahia quando ele joga em Pituaçu. Isso pode acontecer, mas o estádio vai ser preenchido por nossas categorias. Sub-14, sub-15, sub-17 e Sub-20 disputando Campeonato Baiano. O estádio vai continuar muito bem cuidado e o torcedor pode ter certeza disso. Tem as competições nacionais que estamos disputando uma série de competições. Todas serão disputadas para o ano no Barradão”, disse Carneiro.

“A gente já tinha percepção que seria bom para o Vitória voltar por um período para a Fonte Nova. Quero deixar registrado, após 100 dias de negociações, o extremo profissionalismo do consórcio e dos seus profissionais, e um pouco de tristeza por ficar longe do nosso estádio. Todo mundo sabe como nós participamos da viabilidade do Barradão para a vida do Vitória e para a presença da família rubro-negra para nosso estádio. Mas as circunstâncias nos mostraram que nesse momento o caminho era jogar na Fonte Nova, fazer essa parceria com o consórcio e atrair o torcedor que estava distante do Vitória”, declarou Paulo Carneiro.

Deixe seu comentário

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*