Artur confirma presença contra o Fortaleza e se preocupa com gramado da Fonte Nova

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Apesar de ser tratado como dúvida por conta das dores na coxa no retorno da Seleção Brasileira Olímpica, que o impediram de participar dos treinos de quarta e quinta, o meia-atacante Artur concedeu entrevista nesta sexta-feira e garantiu que está à disposição para enfrentar o Fortaleza, em partida marcada para este domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova. Um dos destaques do Esquadrão na temporada, o atleta enalteceu a experiência com o grupo olímpico, entrando no decorrer dos jogos contra Colômbia e Chile, vencidos pelo Brasil por 2 a 0 e 3 a 1, respectivamente.

“Estou à disposição, sim. Graças a Deus fiz exame, não detectou nada. Estou à disposição sim no jogo de domingo, um jogo importante para triunfar aqui dentro de casa” afirmou o atleta e completou “Muito bom para mim [chance na seleção]. Experiência maravilhosa com outros jogadores, treinador novo. Conhecer novos trabalhos. Acho que agregou demais à vida pessoal e profissional”, disse.

O jogador também falou sobre o gramado da Arena: “Responsabilidade da Arena. Por ter jogos no sábado e domingo, o gramado não vai ficar muito bom. Responsabilidade da Fonte Nova de cuidar. Espero que dê certo e que os dois possam se entender e o gramado fica apto para os jogos.”

Sobre o duelo contra o Fortaleza, Artur prevê um jogo duro e rechaça favoritismo do Bahia. “Jogo assim, externo sempre propõe que a gente é favorito, mas a gente sabe que não. Jogo muito difícil, como foi no passado, contra o CSA. Todos falaram que a gente era favorito e foi um jogo muito difícil. A gente encara como um jogo mais difícil. A gente veio para fazer história aqui no Bahia. A gente está fazendo e busca fazer história aqui no clube. A gente se sente muito importante pelo que está fazendo”, disse.

Perguntado sobre a briga do Bahia pela vaga na Libertadores, Artur foi enfático: “Bahia é para sempre se manter lá em cima. A gente vacilou ainda com alguns pontos perdidos em casa. Era para a gente estar um pouco mais em cima. Tem que manter para dar esse sonho da Libertadores.”

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*