Técnico do Floresta que acredita que pode vencer a Jacuipense no Valfredão

Quem vencer entre Jacuipense e Floresta sobe para a Série C

A situação da Jacuipense está próxima de obter pela primeira vez na sua história o acesso para o Campeonato Brasileiro da Série C na sua quarta participação na Série D. Para isto precisa vencer pelo placar simples o Floresta do Estado do Ceará, jogando no Estádio Eliel Martins, em Riachão de Jacuípe, onde está invicto até então. Na partida de ida, a Jacuipense conseguiu um bom resultado no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE). O time baiano saiu na frente do Floresta, tomou a virada, mas conseguiu o empate no finalzinho da partida. Com o 2 x 2, quem vencer o jogo de volta, domingo (21), em Riachão do Jacuípe, avança às semifinais e se classifica para a Série C de 2020.

 

Pelo que foi o jogo e considerando, as campanhas das equipes é bem razoável acreditar que o time baiano tem amplas chances do acesso pela via rápida sem a necessidade das cobranças das penalidades em um novo cenário indesejado de um novo empate.

No entanto, ao “contrário desta torcida”, o técnico Raimundinho que já trabalhou no futebol baiano, enxerga o time cearense com totais condições de conquistar o acesso.

– A gente só vai estar longe da torcida, mas sabe que ela vai estar torcendo muito. Conheço bem o futebol baiano, tive a oportunidade de trabalhar lá. O campo (Valfredão) não ajuda para as características de jogo da gente, mas a gente tem que entender que é para os dois times. Eles vão ter dificuldade também de dominar a bola, passar. A gente vai fazer o nosso jogo como nós estamos fazendo fora, deixando os garotos tranquilos para jogar, fazendo aquela dinâmica que conseguiu vencer e chegar aqui com essa superioridade. Tenho certeza que o trabalho vai ser feito – destacou.

– O sonho do acesso continua bem vivo, porque agora eles vão ter que nos atacar, vão ter que propor o jogo, e propor o jogo contra o Floresta, não deu certo ainda. Esperamos manter esse ritmo de marcação forte e explorar bem os contra-ataques para vencer o jogo

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*