Com exceção de Guilherme, corintianos vêm dando certo no Bahia

Os Douglas (goleiro e volante) e o lateral Moisés deram certo no Bahia

Bahia e Corinthians nos últimos tempos vêm desenvolvendo boas relações e todos jogadores que trocaram o Parque São Jorge pelo Fazendão, deram certo por aqui, com exceção única do meia Guilherme. Ainda recente, o Tricolor Baiano negociou o lateral Juninho Capixaba com o time paulista. Pela transferência do jogador, o clube baiano recebeu cerca de R$ 6 milhões pela negociação (uma parte ainda em débito), além do goleiro Douglas Friedrich, hoje titular absoluto no tricolor de aço, em caráter definitivo. O lateral Juninho Capixaba, por sua vez, não deu certo no Parque São Jorge e na sequência foi emprestado ao Grêmio, onde ainda joga atualmente.

 

Além desta transação, o Corinthians já emprestou o atacante colombiano Steven Mendoza em um passado ainda recente que por aqui deu seu recado marcando 8 gols em 31 jogos, no entanto, voltou ao Corinthians e hoje atua no futebol francês na equipe do Amiens. Além deles, temos o lateral Moisés, também titular, que tem origem no time paulista. Já o atacante Guilherme, este não deu certo. Contratado também por empréstimo, atuou apenas em 11 partidas pelo Bahia marcando apenas um gol. Era pouco utilizado pelo então técnico Enderson Moreira, Guilherme abreviou seu contrato com o Bahia e hoje atua no Fluminense do Rio de Janeiro.

O goleiro Douglas chegou em 2018 para substituir Jean, vendido ao São Paulo. O arqueiro teve passagem de destaque pelo Avaí em 2017 e retornou ao Corinthians, porém, com a concorrência de Cássio e Douglas, foi envolvido na negociação por Juninho Capixaba. Na temporada passada, foram 49 jogos, sendo peça importante na conquista do Campeonato Baiano. Esse ano, são 25 jogos, sendo que sofreu com uma lesão que o tirou das fases decisivas da Copa do Nordeste e Campeonato Baiano, mas voltou e retomou a condição de titular, jamais ameaçada por Anderson, reserva imediato.

Outro Douglas que deu bastante certo foi o Augusto, mesmo com o pouco tempo que permaneceu por aqui. Chegou como aposta e em pouco tempo se firmou como titular, atuando em 30 partidas (apenas uma como reserva na estreia), fazendo parte do esquema montado pelo técnico Roger Machado ao lado de Gregore e Elton. O jogador, que pertencia ao Corinthians, foi vendido ao PAOK, da Grécia, que desembolsou ao próximo com R$ 13 milhões por 85% dos direitos econômicos do meio-campista, enquanto o clube do Parque São Jorge manteve 15%. O Bahia teve direito a 10% (R$ 1,3 milhão) da conhecida “taxa de vitrine”.

O último corintiano contratado, porém, ainda não oficializado é o atacante Lucca e que se mantido na média dos oriundos do Corinthians deve contribuir se sobremaneira na qualidade do time do Bahia para a sequência do Campeonato Brasileiro. O jogador tem 29 anos e seu último clube foi o Al-Rayann, do Catar. O jogador, que é aguardado em Salvador para realizar exames e assinar contrato, retornou de empréstimo ao Timão, mas não estava nos planos do técnico Fábio Carille, e será repassado ao Esquadrão. A tendência é que seja emprestado até dezembro.

Lucca retornou ao Brasil na última segunda-feira e vinha realizando trabalhos de fortalecimento muscular no CT Joaquim Grava, no entanto, já estava ciente de que permaneceria. No Corinthians, ele disputou 69 jogos, marcou 12 gols e foi Campeão Brasileiro (2015) e Paulista (2018). Natural de Alto Parnaíba (MA), o jogador surgiu na base do Boa Esporte e acumula passagens ainda por Palmas, Araguaína, Criciúma, Boa Esporte, Chapecoense, Cruzeiro (onde foi campeão brasileiro), Ponte Preta e Internacional.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*