Alejandro Guerra deve estender contrato com o Palmeiras e ser emprestado ao Bahia

Meia Venezuelano volta a ter seu nome ligado ao Bahia

Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Essa não é a primeira, nem a segunda e olhe lá se for a terceira vez que o meio-campista Alejandro Guerra surge como possível reforço do Esporte Clube Bahia, no entanto, parece que dessa vez não ficará apenas no campo da mera especulação ou boato. De acordo com o site Globoesporte, o Palmeiras vai estender o contrato do venezuelano de 33 anos (que encerra em dezembro) até o final de 2020 e repassará o jogador por empréstimo ao Tricolor Baiano. A imprensa paulista dá como certa a vinda do meia, eleito o melhor jogador da Libertadores de 2016, mas que no Verdão não vingou e esse ano não foi utilizado pelo técnico Luiz Felipe Scolari uma vez sequer.

 

Bancado pela Crefisa que pagou US$ 3,7 milhões (cerca de R$ 11,7 milhões, na cotação da época) da Crefisa, Alejandro Guerra chegou ao Palmeiras em 2017 com a pompa de ter sido melhor jogador da Copa Libertadores do ano anterior vestindo a camisa do Atlético Nacional, porém, não vingou pelo clube paulista e sofreu com as lesões nas últimas temporadas. Em 2017, fez 38 jogos e marcou 7 gols. Em 2018, pouco entrou em campo, passou 4 meses se recuperando e quando entrou foi saindo do banco. Jogou 23 partidas e anotou apenas um gol. Já em 2019, o venezuelano ainda não atuou. Ao todo, marcou oito gols em 62 partidas.

Se confirmado, Guerra será o segundo jogador do Palmeiras emprestado ao Bahia em uma semana. Na última quarta-feira, a diretoria acertou com o zagueiro Juninho também até o final do ano. O defensor, inclusive, já desembarcou na capital baiana nesta quinta-feira para realizar exames médicos e assinar contrato. Comprado pelo clube alviverde por R$ 10 milhões junto ao Coritina em maio de 2017, Juninho fez apenas 25 jogos (22 em 2017 e 3 em 2018), foi emprestado ao Atlético-MG, onde atuou 4 vezes, retornou e esse ano ainda não jogou. Eles irão se juntar ao atacante Artur, que também pertence ao Verdão.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*