Solução dos problemas? Dudu Cearense indica parceria entre Vitória e chineses

Ex-jogador conversou com chineses e passou a ideia para o clube

Foto : Matheus Simoni/Metropress

Revelado no Esporte Clube Vitória, onde foi campeão baiano duas vezes (2002 e 2003) e uma da Copa do Nordeste em 2003, o hoje ex-jogador Dudu Cearense, que se aposentou recentemente aos 35 anos, concedeu entrevista ao Jornal da Cidade, da Rádio Metrópole, e declarou sua torcida para que o clube se recupere e volte ao que era antes. No entanto, o que chamou a atenção na entrevista foi a revelação feita pelo ex-atleta referente a conversas com chineses para uma possível parceria com o Leão que passa por grandes problemas financeiros. Ainda segundo Dudu, a ideia foi passada para o clube baiano numa conversa mais administrativa e está em aberto para o futuro.

 

“Sou Vitória desde os 15 anos de idade. O que mais quero é que o Vitória volte ao que era antes. Não estou lá dentro, mas minha torcida é imensa para que o Vitória volte ao que era antes. Eu estive na China recentemente, os chineses perguntaram de lá e pensaram numa parceria futura. Elkeson e o Hulk passaram pelo Vitória e estão lá. Eu falei que o Vitória revela grandes jogadores do Brasil. O chinês falou comigo que queria ver o jogo do time do Elkeson. Aconteceu algum problema e ele acabou não indo, mas aí fomos conversar no hotel. Perguntou se estava de pé a conversa para ajudar o clube. Ele se interessou muito pela visibilidade que o Vitória tem fora do país por revelar grandes jogadores e ter essa captação muito boa. Cheguei a passar para o Vitória numa conversa mais administrativa, mas está em aberto para o futuro. Só quero ajudar”, revelou.

Após surgir no Vitória em 2001, Dudu Cearense foi vendido ao Kashiwa Reysol (Japão), em 2004. Depois rodou por Rennes (França), CSKA Moskva (Rússia), Olympiacos (Grécia), Atlético Mineiro, Goiás, OFI (Grécia), Maccabi Netanya (Israel), Fortaleza e Botafogo. Estava no Fogão desde 2016 e ao todo, entrou em campo 48 em 3 anos, marcando 2 gols. Esse ano entrou em campo 7 vezes. Aos 35 anos, o jogador resolveu pendurar as chuteiras.

Pelo Leão, Dudu foi campeão baiano (2002 e 2003), além de ter conquistado a Copa do Nordeste em 2003. Acumula ainda no seu currículo um título do Campeonato Mineiro pelo Atlético-MG em 2012, além de dos títulos cearenses pelo Fortaleza (2015 e 2016) e um Carioca pelo Botafogo em 2018. Fora do país, também levantou taças, sendo bicampeão do Campoenato Grego e uma vez da Copa da Grécia. Na Rússia, foi bicampeão do Campeonato Russo (2005-2006), da Supercopa da Rússia (2006-2007) e da Copa da Rússia (2005/06 – 2007/08).

Deixe seu comentário

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*