São Paulo perdeu dois pontos contra o Bahia, diz atacante Nenê

Bahia conquista seu primeiro ponto fora de casa na Série A

Foto: Ale Cabral/AGIF

O Esporte Clube Bahia fez um bom primeiro tempo hoje pela manha contra o São Paulo, aliás, só faltou o gol e volta a casa conquistou seu primeiro ponto quando atuando fora de casa, já é um começo diante das dificuldades conhecidas do time baiano. Com o resultado, o São Paulo foi à 11 pontos e caiu para a terceira colocação do Campeonato Brasileiro, sendo ultrapassado pelo Atlético-MG, que venceu o Flamengo neste sábado, porém, pode cair uma casa da pontuação, em hipótese de triunfo do Botafogo que enfrenta o Goiás no Serra Dourada hoje à tarde.

Já o Bahia com ponto conquistado recuperou a oitava posição perdida para o Fluminense na abertura da rodada no sábado e agora torce por tropeços dos correntes acima da tabela para manter a posição, algo bem improvável.

Depois do jogo, a chiadeira foi geral contra a expulsão de Toró em uma decisão tomada pelo árbitro da partida após consulta o árbitro do jogo. O Atacante Nenê foi um deles, segundo o jogo, o São Paulo deixou de ganhar dois pontos.

“A gente tava com um a menos, mas mesmo com assim acho que podíamos estar mais em cima, tentar fazer o gol, mas tudo bem, é algo que a gente entende totalmente (as vaias)”, disse o meia ao Premiere.

“Com certeza são dois pontos perdidos, infelizmente ocorreu o lance (da expulsão). Até o árbitro disse que foi acidental, é uma coisa totalmente involuntária e acho que o amarelo estava de bom tamanho. Isso atrapalhou muito o nosso time hoje”, completou.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 BAHIA

Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data: 19 de maio de 2019, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Júnior e Maurício Coelho Silva Penna (RS)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá

Público: 44.640 torcedores
Renda: R$ 2.196.501,00

Cartões amarelos: Luan (São Paulo); Gregore, Douglas Augusto e Moisés (Bahia)
Cartão vermelho: Toró (São Paulo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Hudson, Walce, Bruno Alves e Reinaldo; Liziero (Luan), Tchê Tchê e Hernanes (Nenê); Antony, Pato (Helinho) e Toró.
Técnico: Cuca

BAHIA: Douglas Friedrich; Ezequiel, Ernando, Fonseca e Moisés; Gregore, Elton e Douglas Augusto (Ramires); Artur, Élber (Rogério) e Gilberto (Fernandão).
Técnico: Roger Machado

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*