“A gente sai daqui até com uma certa aflição”, diz Loss após empate do Vitória

Osmar Loss estreou no comando do Leão

Foto: Mauro Akin Nassor / CORREIO

Assim como nas partidas contra Guarani e São Bento, o Esporte Clube Vitória mais uma vez saiu na frente do placar, porém, a defesa segue cometendo erros e neste sábado não foi diferente. É claro, dessa vez não perdeu, porém, deixou se encerrar o jejum de vitórias e segue instalado na zona de rebaixamento na Série B. O Leão abriu o placar com o zagueiro Everton Sena diante do Atlético Goianiense, no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, mas tomou o empate em pênalti cometido pelo zagueiro Ramon e convertido por Mike. Após o jogo, o técnico Osmar Loss fez uma avaliação da atuação do time e disse que sai com o sentimento de aflição por não ter conseguido os três pontos.

 

“Acredito que o Vitória está passando por um processo de oscilação. Existem algumas questões de ordem mais estratégica, algumas questões de ordem mais técnica e até mesmo de ordem física. A gente saiu na frente, como foi costume para o Vitória, conseguimos manter um resultado de empate, sofremos bastante na volta do segundo tempo, uma coisa que vem sendo recorrente. A gente tem que ter o equilíbrio de busca melhorar esses quesitos. A nossa busca é por evoluir. Importante num campeonato como esse é a gente pontuar. Óbvio que a gente sai daqui até com uma certa aflição. Talvez pudéssemos ter feito os três pontos, por estar ganhando e por ter tido no final da partida um homem a mais. Mas o time do Atlético Goianiense aqui é muito forte”

Apesar do pouco tempo no comando do Leão, Osmar Loss enxergou uma melhora no time, ressaltando que o “ foco era estabelecer confiança, melhorar capacidade de sofrer no jogo, evoluir um pouco mais nas questões da parte ofensiva”.

“No pouco tempo que teve para estar próximo do atleta e do clube, porque informação a gente não colhe só com os jogadores, colhe com toda estrutura que o Vitória tem, uma estrutura maravilhosa. Nosso foco era estabelecer confiança, melhorar capacidade de sofrer no jogo, evoluir um pouco mais nas questões da parte ofensiva. Acho que a gente conseguiu, de certo modo, melhorar em alguns quesitos. Claro que o caminho é muito longo para alcançar o resultado que a gente espera”

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*