Quatro atletas titulares do Bahia de Feira já vestiram a camisa do Bahia

Menezes (foto) chegou ao Bahia em 2009, mas não despontou

Foto: Divulgação

Neste domingo, no Estádio Joia da Princesa, teremos os primeiros 90 minutos de Bahia de Feira x Bahia pela final do Campeonato Baiano 2019. Dos 11 jogadores que provavelmente irão iniciar a partida no time titular do Tremendão, 4 deles já vestiram a camisa do tricolor da capital, seja começando na base ou com uma passagem rápida, com algo em comum entre eles: Nenhum vingou ou despontou no Esquadrão.

Do quarteto, o que teve a passagem mais recente e ainda assim já no distante ano de 2011, foi o experiente goleiro Jair, de 39 anos, que chegou ao Bahia após ser campeão baiano pelo Bahia de Feira juntamente com o volante Diones e o atacante João Neto. Apenas Diones teve sucesso, ficando três anos e marcando até gol de título baiano sobre o Vitória em 2012. Os outros dois ficaram alguns meses e foram dispensados.

Há três temporadas defendendo o Bahia de Feira e na sua terceira passagem, o zagueiro Menezes, de 30 anos, também teve uma passagem rápida pelo Bahia em 2009, após chamar a atenção defendendo o Ferroviário. Ele chegou ao Fazendão junto com  o zagueiro Paulo Paraíba, de 32 anos. Ambos não tiveram oportunidades no Esquadrão e foram atuar no Santa Cruz e Fortaleza, respectivamente. Em 2011, a dupla desembarcou em Feira de Santana para defender o Bahia-FS na Série D do Brasileiro.

Já o atacante Deon, que tem 5 gols em 10 jogos pelo Bahia de Feira em 2019, começou na base do Esporte Clube Bahia, tratado com um atleta promissor. Porém, não teve chances no time principal e deixou o Fazendão para defender outros clubes, como Fluminense de Feira, Palmeiras B, Vila Nova-GO, Atlético-BA, Juazeirense, Tupi-MG, Serrano-BA, Flamengo de Guanambí, Jacobina. No Tremendão ele atua desde 2018 e já tem 10 gols em 21 jogos.

Veja abaixo como o Bahia de Feira deve enfrentar o Bahia neste domingo:

 

Para o jogo, o técnico Quintino Barbosa deve mandar a campo à seguinte formação: Jair; Van, Paulo Paraíba, Menezes e Cazumba; Capone, Edimar e Bispo, Jarbas; Deon e Bruninho. 

O Tremendão chegou na final após eliminar o Vitória da Conquista, empatando por 1 a 1 no Lomanto Júnior, e vencendo por 2 a 1 na Arena Cajueiro. Já o Esporte Clube Bahia, dono de 47 títulos, despachou o Atlético de Alagoinhas vencendo os dois jogos (3 x 0 na Fonte Nova e 2 x 0 no Carneirão). Na primeira fase, o Bahia-FS venceu o xará da capital, por 2 a 0, em plena Fonte Nova.

O Bahia de Feira foi campeão baiano pela primeira vez em 2011, desbancando na final o favorito Vitória. Na ida, o Leão empatou por 2 a 2 no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, no dia 8 de maio, mas na volta, em Salvador, no dia 15 de maio de 2011, acabou tomando a virada após abrir o placar com Geovanni. Allyson deixou tudo igual e João Neto marcou o gol que garantiu o primeiro título baiano do Tremendão e frustrou os 22.247 torcedores que foram ao Estádio Manoel Barradas naquela tarde de domingo.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*