Enderson admite atuação ruim e garante um Bahia forte no BA-VI

"Vamos voltar para casa, descansar e focar no clássico”, disse

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação EC Bahia

Fazendo uma partida muito abaixo do esperado e saindo de campo sob vaias, o Esporte Clube Bahia venceu por 1 a 0 o Santa Cruz de Natal, na Arena das Dunas, e avançou à terceira fase da Copa do Brasil para enfrentar o CRB de Alagoas que, por sua vez, avançou após eliminar o Goiás nos pênaltis (3 x 2) depois de empatar no tempo normal por 1 a 1. Na próxima fase, serão dois jogos (ida e volta). Os horários das partidas e mandos de campo ainda serão definidos através de sorteio. O único gol da partida aconteceu aos 28 minutos do primeiro com o centroavante Gilberto, convertendo penalidade máxima sofrida por ele mesmo.

Após o jogo, em entrevista coletiva, o técnico Enderson Moreira analisou a atuação do Bahia diante do Santa Cruz-RN, e admitiu que o time fez uma partida bem ruim no segundo tempo. “Nós fizemos dois tempos diferentes. No primeiro, além do gol, tivemos controle da partida e criamos outras boas oportunidades. Fomos muito abaixo na etapa final. Foi um tempo bem ruim, e isso proporcionou que o jogo ficasse aberto”, disse.

O próximo compromisso do Bahia é o clássico BA-VI, retornando à Salvador e reencontrando o seu torcedor após SETE partidas consecutivas fora de casa. O Esquadrão enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova, pela oitava (penúltima) rodada do Campeonato Baiano, novamente com torcida única por determinação do Ministério Público (MP-BA). O Tricolor ocupa o 3º lugar no Estadual com 11 pontos, enquanto o Leão é o líder com 12.

“Nós vamos recuperar os jogadores e entrar muito fortes no clássico, que será uma partida muito importante para o clube. Fizemos sete partidas fora de casa, do Uruguai a Teresina, com jogos de competições decisivas e até eliminações, não foi um período fácil para todos nós. Vamos voltar para casa, descansar e focar no clássico”, finalizou.

Ouça a entrevista abaixo:



 

 

Deixe seu comentário

58 Comentário

  1. O Bahia tem sérios problemas táticos, não saber alterar seu esquema quando o adversário joga todo fechado, além de saber se desvencilhar taticamente quando adversário tenta sempre com êxito neutralizar os principais jogadores do time, agora evidente que o problema maior do time é preparo físico, o Bahia morre em campo temos alguns jogadores não consegue jogar intensamente mais de quarenta minutos, o preparador físico tem que fazer um trabalho uma ou duas vezes por semana na areia da praia, o Mestre Evaristo disse recentemente que esse era o segredo do Bahia para superar alguns clubes tecnicamente bem superiores, e o Bahia sempre treinava na praia, e o time voava em campo, se Fernandão ficar fazendo aqueles trenoszinhos na no fazendão só ficará de fato pronto no final do ano, enquanto isso todo mês tem pingar religiosamente seu pomposo salário.

  2. Rolando lero tá perdendo pra esse entregador de camisas…
    Douglas, Guilherme, Elber asmático, etc.
    NINO…

    TIME SEM NENHUM ESQUEMA DE JOGO!

    ME POUPEM !!!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*