Prefeitura cobra divida de R$ 4 milhões aos pais de Neymar

De acordo as informações do Jornal Folha de São Paulo na sua edição desta quinta-feira, a empresa NR Sport e Marketing, que tem como sócios os pais do atacante Neymar, Nadine Gonçalves e Neymar da Silva Santos, está sendo acusada pela Prefeitura de Santos de não pagar R$ 4 milhões por impostos sobre serviços (ISS) realizados na cidade. A empresa é responsável pelos negócios do atleta.

De acordo com o órgão municipal, a NR Sport se enquadra em dois itens do ISS: “agenciamento, corretagem ou intermediação de títulos e contratos quaisquer” e “assessoria ou consultoria de qualquer natureza”. Nesses casos, a alíquota cobrada é de 3% dos valores totais movimentados.

Por conta disso, a Procuradoria-Geral de Santos inscreveu a empresa na dívida ativa municipal, cadastro que reúne casos de débito com o governo. O valor atualizado até setembro é de R$ 3.923.527,25 em impostos, R$ 391.940,06 de honorários e R$ 523.060 de custas processuais. Na soma, mais de R$ 4,3 milhões.



A maior parte do que o camisa 10 do Paris Saint-Germain arrecada com sua imagem vai para a NR Sport, que administra todos os acordos de publicidade do jogador. Por contrato, a empresa da família fica com 85% dos lucros. Com 13 patrocinadores pessoais, ele faturou em torno de R$ 100 milhões com publicidade na última temporada.

Os procuradores responsáveis pelo caso em Santos determinaram que o pagamento seja feito após a citação oficial. Para acelerar o processo, a prefeitura ingressou com 17 execuções fiscais na Justiça contra a NR Sport.

De acordo com a manifestação da procuradoria, caso queiram recorrer, os pais de Neymar têm 30 dias para apresentar oposição de embargos às execuções, sob pena de, não o fazendo, sofrerem penhoras em seus bens até a quitação do débito. Já a assessoria de imprensa de Neymar informou que desconhece as cobranças.

Deixe seu comentário