Felipe Melo pode ser punido pelo STJD por manifestação política no jogo contra o Bahia

Porém, não existe um artigo específico para este tipo de caso

A manifestação política do volante Felipe Melo feita logo após o empate por 1 a 1 do Palmeiras contra o Bahia na Arena Fonte Nova continua rendendo assunto. Segundo informações do portal UOL, o jogador pode ser punido STJD por ter dedicado o gol ao candidato Jair Bolsonaro, ainda que não seja algo proibido por lei, afinal, não existe um artigo específico por se tratar de um caso atípico.

“Agradeço a Deus pelo gol e à família. Esse gol vai para o nosso futuro presidente, Bolsonaro”, declarou o jogador. O Palmeiras esclareceu em nota que o apoio de Felipe Melo a Bolsonaro é ‘manifestação particular, e não da instituição’, mas disse respeita a opinião de cada atleta.

Nesse caso, o volante seria julgado pelo artigo 258 do CBJD, que prevê punições em caso de “qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras”. A pena prevista para este artigo é de até seis partidas.

De acordo com o procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, em entrevista à Folha de S. Paulo, existe um temor de que o caso do volante se torne uma prática comum. Ele afirmou ainda que por se tratar de um caso pioneiro nesse sentido, ainda não se sabe se o clube poderá ou não ser julgado pelo caso. Veja abaixo



“Não lembro de nenhum caso similar. Talvez fosse o caso de avaliar a denúncia e deixar que o tribunal veja se foi uma conduta correta ou não. Confesso que disciplinarmente deve ser cautelosamente avaliado. Imagina se vira moda. Como falei, esse caso é único. Nada que inviabilize também uma punição ao clube”, declarou.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*