Diretor do Bahia explica situações dos atletas contratados para o Sub-23

"Alguns já saíram. Outros estão treinando no juniores", disse Cerri

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Sem conseguir avançar à segunda fase do Campeonato Brasileiro de Aspirantes, o Esporte Clube Bahia terá que definir as situações dos jogadores contratados para o Sub-23, além daqueles da base com idade acima dos 20 anos que já não podem mais atuar no time de juniores. Em entrevista ao Globoesporte, o diretor de futebol tricolor, Diego Cerri, revelou que mais atletas devem ser promovidos ao elenco principal comandado pelo técnico Enderson Moreira.

Já foram incorporados ao elenco de cima: O goleiro Fernando, o zagueiro Ignácio e o volante Willean Lepo, além de Jaques, Felipinho e Ramires, trio revelado na base do clube e também já integram ao grupo principal. Ramires, inclusive, ganhou uma chance com Enderson e se destacou, sendo titular no jogo contra o Sport-PE, onde o Esquadrão venceu por 2 x 0, pelo Brasileirão.

Apesar de ter sido artilheiro da equipe no Brasileiro de Aspirantes, o volante Joílson deixou o clube, juntamente com o lateral-esquerdo Glécio. Já os atacantes Fernandinho, Ítalo e Pelezinho estão sob observação no elenco principal, enquanto outros com idade juniors, vão reforçar o Sub-20. O Bahia terminou a primeira fase do Aspirantes com oito partidas disputadas e apenas dois triunfos, três empates e três derrotas, o que significa um aproveitamento de 37% dos pontos.

VEJA ABAIXO O QUE DISSE DIEGO CERRI



“Provavelmente a gente tenha até mais um ou dois incorporados ao profissional daqui a pouco. Estamos analisando, observando um pouco. Talvez a gente puxe. Tem jogadores que não conseguiram cavar espaço ainda. Os que tem idade vão seguir programação de juniores. Os que não tem, sempre vai acontecer dois ou três casos assim, vamos avaliar direito o que fazer, alguns tem mercado em outras divisões ou fora do país. São ativos do clube que a gente pode através de negociação gerar recurso financeiro”, explicou o dirigente.

“Alguns já saíram. O Luís, atacante, Joílson, alguns jogadores saíram. Outros estão treinando no juniores, tem idade de júnior. Tem alguns atletas que já eram nossos no último ano de júnior que pode ser que subam. Tem uns treinando no juniores que não estão integrados, estão no momento de definição do que será feito. Rodrigo, Fernandinho, Ítalo, são esses jogadores que estouraram a idade (de base) e estamos decidindo o que será feito. Capaz que um deles suba. Capaz de que um atleta nascido em 98 suba também”, finalizou Cerri.

VEJA TAMBÉM:

Cerri avalia campanha do Sub-23 do Bahia no Brasileiro de Aspirantes

Deixe seu comentário