Após derrota, técnico do Sport-PE pede o boné e vai embora

O técnico Claudinei de Oliveira já foi considerado o salvador do Sport-PE no inicio do Campeonato Brasileiro quando levou o time em algumas rodadas para as primeira posições. Hoje à tarde após perder para o São Paulo por 3 x 1 dentro de casa, acumulando uma seqüência agora negativa de oitos jogos sem vencer, com dois empates e seis derrotas, o treinador admitiu as dificuldades pediu o boné e deixou o cargo.

“As coisas não estão acontecendo. Não é por falta de empenho, trabalho. Mas, quando as coisas não acontecem, não posso pensar em mim. Tenho que pensar no clube também. Não seria legal eu pegar, sair andando, sem falar com vocês (imprensa) até pelo contato que tivemos. Agradeço a vocês pela lealdade. Espero ter deixado uma boa impressão para vocês como fico em relação a vocês. Vida que segue”, disse o técnico, na sala de entrevistas.

Claudinei Oliveira assumiu o Sport ainda na terceira rodada da Série A e comandou o clube por 16 partidas, com um aproveitamento de 39,58%. O começo do treinador na Ilha do Retiro foi promissor, levando o time até a ocupar a zona de de classificação da Libertadores, mas, depois despencou. Hoje, o Rubro-negro está a dois pontos da zona de rebaixamento.

“Ele já conversou comigo antes do jogo. Me deu um abraço muito afetuoso. Claudinei é um cara do bem. Teremos uma grande perda tanto na parte técnica quanto humana. O elenco todo sentiu a perda. Eu tentei demovê-lo. Ele disse que não adiantava. Ele teve a grandeza de não jogar nas costas dos outros. Mas a responsabilidade é nossa”, disse o vice-presidente de futebol Guilherme Beltrão em entrevista logo após o jogo

Deixe seu comentário