VITÓRIA x SPORT-PE: Duelo de Leões em busca da reabilitação!

Foto: Maurício da Matta

Vitória e Sport, duas cores, dois leões e muita tradição no futebol nordestino. Mais uma vez os dois maiores clubes da região se encontram pela Série A do Brasileirão. Ambos precisam imperiosamente do triunfo, pois vivem momentos ruins na competição e precisam dar uma resposta a sua torcida pela rodada anterior. No lado baiano é o peso da goleada sofrida para as sardinhas no domingo passado, e do lado pernambucano são as duas derrotas seguidas, depois do retorno do Brasileirão, mas que já somam 3 derrotas e 1 empate nos últimos 4 jogos. Na rodada 14, o Leão de Recife perdeu em casa, por 2×1 para o Fluminense, e vem com a intenção de ganhar fora para compensar o dissabor causado aos seus torcedores.

Para o confronto desta quinta-feira, o treinador do Leão da Barra, Vágner Mancini (sim, ele ainda segue no comando!) continua sem divulgar oficialmente os 11 que entrarão de primeira, muito menos a lista de resultados, como se isso fosse determinante para vencer partidas (e antes fosse!!!!). Entretanto, como o elenco do Vitória não é lá recheado e como é sabido por todos o pragmatismo do treinador não se pode esperar grandes mudanças no time.

Acredito que ele poderá fazer uma troca surpresa em um setor aí, talvez movido pela última partida. Nas laterais ele deverá colocar Lucas ou Cedric na lateral direita e Fillipe Soutto improvisado na esquerda. Não descarto a possibilidade também de Lucas ir na direita e Cedric na esquerda e na última das hipóteses, ele escalar o jovem Matheus, 19 anos, do sub20, na lateral esquerda e ir com Lucas ou Cedric na direita. No ataque é quase certeza a presença de André Lima entre os titulares, já que Walter Bou perdeu um gol de cara e não chamou muito atenção em sua estreia, no SarVi. E outro que pode perder o espaço pelo mesmo motivo de Bou é o ponta Erick, que não acertou nada no SarVi e pode perder o posto para Wallyson ou Lucas Fernandes. O restante da equipe será a mesma de sempre.



Pelo lado do Sport, o treinador Claudinei Oliveira que saiu elogiado e enaltecido pela torcida e imprensa pernambucana antes da parada da Copa do Mundo, por conta dos resultados positivos que fizeram o Sport alcançar o G6, já começa a ser questionado e pressionado pelos últimos 4 resultados da equipe pernambucana. De acordo com a imprensa de lá, Claudinei não promoverá mudanças no time recifense e deve vir com a mesmíssima escalação inicial do domingo passado, quando perdeu para o Fluminense, por 2×1, na Ilha do Retiro. Os destaques do atual plantel do rubro-negro pernambucano são os lances de bola parada de Fellipe Bastos, a correria e habilidade de Michel Bastos e Rogério e o oportunismo de Rafael Marques.

Todavia, Michel Bastos já está no crepúsculo da carreira e ainda não virou xodó da torcida do Sport, assim como Rogério já teve fases melhores e ultimamente tem tido atuações bem fracas. Já Rafael Marques é outro jogador veterano que não vive uma boa regularidade. Outro jogador que oscila muito no Sport e que deve estar entre os reservas esta noite é o meia Marlone. Surgido muito bem no Vasco, o jogador se notabilizou por ter momentos geniais e atuações apagadíssimas nos últimos 3 anos.

Apesar destes jogadores do Sport não estarem em seus melhores momentos das carreiras, o Vitória precisa se precaver e não titubear, pois estes caras se tiverem facilidades não desperdiçarão e não tremerão na base como atacantes desconhecidos de times pequeninos. Muito pelo contrário, são nestes jogos que eles tentam se reerguer, já que somos praticamente do mesmo naipe do Sport Recife e por isso, não tem o glamour e a pressão de quando eles enfrentam um Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Grêmio e cia em seus devidos estádios.

Por estar em mau momento também e não ter, nem de longe, o mesmo poderio dos times de 2014, 2015 e primeiro semestre de 2016, o Sport não amedronta. O Vitória tem totais condições de vencer bem o jogo desta noite no Barradão! Por sinal, nesta rodada – pra quem joga Cartola FC – eu considero o Vitória como um dos poucos favoritos dos jogos deste meio de semana. Basta Mancini não inventar muito e os jogadores entrarem empenhados em fazer um bom jogo, de forma ofensiva e responsável, que o triunfo virá. O adversário merece respeito, mas não é nenhum bicho de sete cabeças não!

Texto de Fábio Monteiro, amigo e parceiro do Futebol Bahiano. Casa Rubro-Negra.

Deixe seu comentário