Cinco ex-atletas do Bahia são aprovados no programa “Dignidade aos Ídolos”

Com o intuito de ajudar os ídolos do Esporte Clube Bahia que passam por problemas financeiros, o Conselho Deliberativo do clube aprovou em abril deste ano, de forma unânime, o programa “Dignidade ao Ídolo”, que consiste em oferecer auxílio ex-jogadores em dificuldade, e utilizará até 0,31% do orçamento do clube até o final deste ano. No último sábado (21), em reunião, foram aprovados pelo conselho tricolor os primeiros nomes para programa.

Os ex-laterais direitos Maílson e Zanata, o ex-meia Alberto Leguelé e os ex-atacantes Jorge Campos e Naldinho serão auxiliados já a partir de agosto. A bolsa para os ídolos vão variar de um a três salários mínimos, a depender das necessidades atuais de cada ídolo. Os ex-jogadores tricolores vão receber um destes valores até o mês de dezembro. A partir de janeiro de 2019, as bolsas poderão ser renovadas após a aprovação do orçamento para a próxima temporada.

Ídolo tricolor dos anos 90, o ex-lateral direito Maílson, que defendeu o Bahia entre 1988 e 1995, foi uma das inspirações para o lançamento do programa. Ele foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) em 2010, doença que limita os movimentos das mãos e pernas, além de atrapalhar a fala. Além destes cinco ex-atletas, outros ídolos também vão começar a receber um determinado valor por parte do clube nos próximos meses. Os nomes ainda não estão definidos.



Bahia contrata mais um para o time de Aspirantes e já pode estrear no BA-VI

Deixe seu comentário