Ufa, antes tarde do que nunca! Boa sorte e vá com Deus, Guto Ferreira!

"Guto não dava mais, era cair na mesmice, os resultados estão aí"

Guto Ferreira não dava mais, era cair na mesmice, os resultados estão aí e não me deixam mentir! Pior que o resultado de hoje, foram suas justificativas sem pé nem cabeça, tal qual o desempenho do time em campo. Parece-me que ele estava sempre vendo outro jogo, e assim ia conduzindo o Bahêa, e nós, mesmo não querendo, tendo que engolir, e só nos resta desabafar por aqui, ainda bem que temos este democrático veículo que é o Futebol Bahiano, oportunizando a nós torcedores felizes ou indignados, soltar o verbo, mesmo que nos falte o devido talento com as palavras, nossas almas, sente necessidade de expressar o que sente.

Longe de mim querer ser injusto com a pessoa do técnico, quero de coração todo de bom à ele, mas o profissional não conduzia em campo, que quer o bem do Bahia, diga-se, ele deveria ter feito igualmente o neófito técnico Zé Ricardo, dava o seu recado: “Tô me picando… “tchau e bença”! Mas não, esperou ser demitido e ainda bem que foi, antes tarde do oque nunca. Mas eu o entendo a demora para demissão, tem por lá as multas contratuais, mas o Bahia que se virasse! Se fosse milionário, teria pago do próprio bolso muito tempo antes, e diria vá com Deus!

Nesse ínterim, vejo os garotos, contratados para o Sub-23, tendo chance no time principal, a priori, vejo com bons olhos, essa estratégia da direção, qual o garoto promissor, que está no sub-23, em outro clube, que não lhe oferece a mesma oportunidade, que não queria vim para o Esquadrão, vislumbrando a oportunidade de jogar no time de cima, é uma visão interessante, no entanto, diante do estado atual do time, não é uma boa solução, nesse momento, embora aprove o expediente! Bola cheia para o presidente!

Por outro lado, bola murcha ao gestor, em relação a demora, de tomar uma atitude, urgente e eficaz, para tirar o clube dessa situação. Urge contratações pontuais, um centroavante digno desse nome, um atacante beirada veloz, para que o time saia rápido nos contra-ataques. Chama o Allione, para um papo de homem, quer jogar ou não quer jogar, senão vá com Deus!



Quanto ao Nilton, foi contratado para jogar, e sei que não é mais aquele Nilton do auge da carreira, porém creio que não desaprender, e até mesmo o tal Kayke, será que o posicionamento do mesmo não lhe dê a oportunidade de mostrar o que sabe. Pode-se dizer que ah, são nove rodadas, ainda tem muita água para rolar pelo gramado, pode ser, contudo se a coisa andar como está andando, já, já estaremos na 38º. Em um dilúvio de chororó, que já vivemos e não queremos mais reviver.

Destarte, o tempo urge, haverá 45 dias, de recesso, por conta da Copa do Mundo, e não podemos perder tempo. A hora de mudar era essa e agora é esperar o anúncio do novo treinador. Serão 45 dias para colocar o elenco ao feitio do novo comandante técnico, e sobretudo ao bel-prazer de todos nós torcedores, jogando para ganhar seja aqui, seja em qualquer lugar, conforme seja o adversário.

Entendo ou presumo entender, que era a multa rescisória que ainda segurava o técnico atual, pois não tinha outra justificativa plausível para mantê-lo, o desgaste com a torcida era vidente, e interfere até mesmo na nova e auspiciosa promoção de “camiseta e bermuda” e na adimplência dos demais, sócio torcedores, que infelizmente, há muitos que são sócios quando ganha, e não sócios do coração.

Diante de tudo que já foi dito por aqui, cabia ao Presidente, que comanda o clube mais democrático do país, e quiçá do mundo, que felizmente ouviu a voz da maioria dos verdadeiros donos do Bahia, a torcida, e tomou a atitude que esperávamos de um homem público, ainda que tenha demorado. Antes tarde do que nunca! O tempo urge! Vá com Deus, Guto Ferreira e boa sorte!

Lázaro Sampaio, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. boxing scene
  2. 우리계열카지노

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*