Expectativa criada por Bellintani causou decepção ao torcedor do Bahia

O discurso do antigo presidente do Bahia (Marcelo Sant’Ana) preconizava nova era de modernidade do clube que seria de quebrar velhos vícios e paradigmas enraizados na mentalidade arcaica dos atuais dirigentes do futebol brasileiro onde não há um mínimo de Ética e Respeito, principalmente dos grandes clubes que se utilizam de uma ferramenta poderosa que é o financeiro para desrespeitar e desestabilizar seus “coirmãos” menores no assédio diretos a atletas e técnicos com vínculos firmados, isso nos encheu de esperança já que os exemplos de corrupção e bandidagem estão arraigados nos três poderes do Brasil e no nosso cotidiano.

Esse comentário se deu em razão da grande repercussão negativa da imprensa devido às declarações dos diretores da Chapecoense pelo assédio e retirada do Bahia ao seu então técnico Guto Ferreira na época, depois afirmado que a partir daquele momento o Bahia só iria atrás de técnicos que estivessem livres no mercado. Pensei que existia uma sincronia de pensamento com o atual presidente, até porque recebeu importante e decisivo apoio de Marcelo Sant’Ana para se eleger.

Não quero com isso recriminar a atitude do clube em tirar Enderson Moreira do América-MG, como futebol é predominante resultado se tiver um profissional excepcional em outro clube com qualidade bem acima dos disponíveis no mercado o clube entraria em contato com a diretoria que o profissional tivesse vínculo e formalizaria a proposta, grande parte da torcida entenderia e apoiaria esse sacrifício financeiro. A grande questão que além de atingir diretamente as finanças do clube não corresponde de maneira alguma com a grande expectativa criada pelos torcedores.

Para não parecer uma birra sem nenhum fundamento gostaria de mostrar uma série de incoerências do discurso deste atual presidente, que iria trazer um treinador vencedor e consagrado, que tenha liderança e espírito de grupo, que seja muito bom na gestão de pessoas. Será que este novo treinador realmente é tudo isso? Hoje com recursos tecnológicos fica difícil enganar sua torcida, antigamente era bem comum sem os recursos de hoje e ainda com muitos “amigos” da imprensa (tem um que é chamado até hoje de “eterno presidente”).

Vamos então mostrar o retrospecto do técnico contratado. Ganhou três campeonatos estaduais com o Goiás (2012, 2013 e 2016) e tem como seu principal título ser campeão da Série B (duas vezes com Goiás em 2012 e América-MG em 2017). Porém, quando esteve no Santos, o seu desligamento se deu a pedido dos jogadores alegando desrespeito dele principalmente com os jogadores mais novos havendo grande comemoração deles com sua demissão.



Não quero com isso criar discórdia com tudo feito pelo novo presidente, torço pelo seu sucesso porque seu sucesso está atrelado diretamente ao do nosso clube, agora porque trazer um técnico mediano pagando multa contratual altíssima já que terá também que pagar uma bem maior ainda ao Sr. Guto Ferreira?

Esse desperdício de recursos é indignante, é bom lembrar que estes artifícios desestabilizaram vários clubes levando crises financeiras seríssimas devido falta de planejamento onde é jogado pelo ralo de forma irresponsável os parcos recursos do clube. Pelas características ditas pelo nosso presidente do novo treinador, me veio logo a cabeça quatro excelentes nomes que se encaixam perfeitamente neste perfil citado, três deles estão desempregados e só um empregado, seriam eles: Cuca, Carpegiani, Abel Braga e Vagner Mancini.

Pensei alto assim, como milhares de torcedores, voltaremos a acreditar com sonhos bem mais ousados e esse pensamento torna-se tão natural devido administrações responsáveis e competentes da nova era do clube sanando suas finanças, além, do atual presidente ser propagado como exímio administrador que gosta de grandes desafios.

Foi grande a nossa decepção com o anúncio de Enderson Moreira pelo Bahia e acredito da grande maioria da sua torcida que criou uma imensa expectativa baseando-se no discurso do seu mandatário maior, agora só nos resta torcer que a grande aposta da nossa diretoria consiga tornar realidade toda expectativa e investimento depositado nele, que o resultado seja completamente diferente quando houve recentemente grande teimosia da diretoria em trazer de volta Guto Ferreira desagradando a grande maioria dos seus torcedores. .E que os Deuses do futebol dessa vez conspirem a nosso favor. Amém.

Jorge Machado, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*